“Estudar na UNIJUÍ foi, sem dúvida, a melhor escolha que eu fiz”

Imagine que na China a espécie de Búfalos Chineses está em desuso devido à baixa produção de leite, não serem mais necessários para trabalhos de tração e pela introdução de outras espécies de búfalos, não originários da China. Logo o Instituto de Pesquisas do País investe em pesquisas e alternativas para salvar a espécie. Então, um egresso do Curso de Medicina Veterinária da UNIJUÍ é convidado para ir até a China ministrar uma palestra e um workshop sobre reprodução e novas biotecnologias reprodutivas.

A experiência do egresso Jonas Baroni no país mais populoso do mundo aconteceu em 2017 e não foi por acaso que surgiu a oportunidade. Durante a graduação, Jonas fazia parte do grupo de pesquisas da UNIJUÍ e realizava projetos para a melhoria da qualidade do leite, com foco na reprodução e produção na região noroeste do Rio Grande do Sul.

Sempre com o incentivo de professores do Curso, Jonas queria mais conhecimento: “a professora Denize Fraga sempre incentivou a buscarmos trabalhos e pesquisas feitas ao redor do mundo para adaptarmos e aplicarmos na nossa região. Eu estava em busca de mais oportunidades para agregar conhecimento e aprender novas técnicas sobre o que havia de novo na área de produção de leite e reprodução”, comenta.

Por intermédio da professora, Jonas, que estava em busca de um estágio, entrou em contato com o Dr. Joao Paulo Martins, que fazia seu PHD com o Dr. J. Richard Pursley, nos Estados Unidos. “Eu vim para os EUA com a pretensão de fazer um estágio de cinco meses e retornar ao Brasil para minha formação. No entanto, ao final desses cinco meses, o Dr. Pursley me ofereceu um emprego como assistente de pesquisa em seu laboratório de reprodução animal, no qual trabalhei durante um ano e meio”, comenta.

Jonas trabalhou durante esse tempo com gerenciamento reprodutivo em fazendas comerciais e nas fazendas da Universidade do Estado de Michigan, a MSU. Paralelamente, administrou aulas sobre fisiologia reprodutiva para Dr. Pursley quando ele estava em viagens, e as aulas práticas de ultrassonografia e inseminação artificial.

Hoje, Jonas trabalha com genética e biotecnologias da reprodução, como fertilização [I]in vitro[/I], transferências de embriões, aspirações foliculares para otimização das técnicas já existentes e melhoramento na qualidade dos oócitos (células sexuais produzidas nos ovários) e embriões, no Laboratório de Biologia e Genética de Mamíferos no Departamento de Ciência Animal, da MSU. Áreas nas quais ele adquiriu experiência durante o estágio curricular no Instituto de Reprodução de Córdoba na Argentina, IRAC.

De tantos lugares que conheceu e de todas as escolhas que fez, Jonas acredita que uma das que fez toda a diferença foi a graduação na UNIJUÍ. “Estudar na UNIJUÍ foi, sem dúvida, a melhor escolha que eu fiz”, salienta. O egresso do Curso de Medicina Veterinária da Unijuí contribui hoje para a transformação do mundo.

Apesar desse currículo interessante, Jonas é uma pessoa bem simples. Natural de Catuípe, uma linda cidade do noroeste do estado, como ele mesmo descreve, é casado com Daniella M. Baroni e pai de Isabella M. Baroni, de quem fala com muito carinho. Atualmente, Jonas e sua família moram em Lansing, capital de Michigan.

voltar
© Copyright 2019