A IMPORTÂNCIA DO CENSO AGRO PARA O BRASIL

Em entrevista a Rádio Águas Claras, Lucas Dorneles, falou sobre o Censo Agropecuario. O IBGE está realizando desde o início de outubro o Censo Agropecuário 2017, a maior fonte de dados sobre a realidade rural brasileira. Esta operação censitária irá permitir identificar a estrutura e a produção agropecuária brasileira, assim como as novas tendências e transformações ocorridas no campo nos últimos 10 anos. O último levantamento deste tipo foi realizado no ano de 2006. Em todo o Brasil, mais de cinco milhões de estabelecimentos agropecuários serão recenseados. A subárea de Ijuí engloba os municípios de Ajuricaba, Augusto Pestana, Bozano, Catuípe, Coronel Barros, Ijuí e Joia.

O período de coleta do Censo iniciou-se no dia 01 de Outubro de 2017 e está previsto para ser finalizado até 28 de fevereiro de 2018. É importante salientar que somente serão recenseados os estabelecimentos onde houve produção agropecuária, florestal ou aquícola no período de outubro de 2016 a setembro de 2017. Isso significa que o questionário não será aplicado em todas as propriedades rurais. Os recenseadores estão aptos a identificar se o estabelecimento em questão é ou não um estabelecimento agropecuário.

Além disso, cabe destacar que o produtor tem a possibilidade de identificar e confirmar que a pessoa que chega à sua casa é um recenseador vinculado ao IBGE. Todos eles estão utilizando um colete azul com a sigla do IBGE e um crachá identificador onde consta seu nome, número do documento e matrícula, sendo que todos os questionários são feitos num smartphone. O produtor tem a opção de ligar para o número 0800 721 8181, gratuito também para celulares, para verificar se a pessoa em questão realmente é um recenseador do IBGE.

Devido ao fato de o questionário ser bem completo, a entrevista pode durar em torno de 1 hora ou mais, dependendo da complexidade do estabelecimento em questão. Os principais itens que compõem o questionário são a divisão das áreas do estabelecimento, o perfil do produtor, as práticas agrícolas utilizadas, número de maquinário e unidades armazenadoras de grãos. Estão sendo levantadas também as atividades da pecuária e aquicultura desenvolvidas, incluindo números de animais existentes e vendidos, atividades agrícolas e de produção vegetal, incluindo áreas e quantidades colhidas e se houve beneficiamento de produtos da agroindústria rural. Por fim, são questionadas as receitas, rendas e despesas do produtor com as atividades desenvolvidas no estabelecimento.

Por fim, é muito importante que o produtor preste as informações de forma correta e completa, evitando a necessidade de retorno do recenseador para verificar alguma informação incompleta. Só desta forma será possível retratar o Brasil Rural de forma condizente com a realidade. É importante salientar que o IBGE garante o sigilo das informações prestadas, uma vez que elas serão utilizadas somente para fins estatísticos. 

voltar
© Copyright 2019