Ação do MP combate grupos de Whatsapp que avisavam sobre barreiras da polícia no Noroeste do RS

O Ministério Público e Brigada Militar de Panambi realizaram uma ação nesta terça-feira (27) visando desarticular grupos de Whatsapp que avisavam os usuários sobre locais de barreiras e cercos da polícia na região Noroeste.

Segundo o promotor Leonardo Giron, a investigação começou após uma série de cercos da Brigada Militar terminarem sem efetividade. Com isso, foram descobertos dois grupos no aplicativo e os administradores foram identificados após quebra de sigilo telefônico. O nome dos grupos também chamou atenção do Ministério Público: “Estado Islâmico” e “Todos contra os Porcos”

Sete mandados da busca e apreensão foram cumpridos na casa dos administradores do grupo. O material apreendido será periciado. Os suspeitos são investigados por terem atentado contra serviços de utilidade pública, crime previsto no artigo 265 do Código Penal, com pena prevista de um a cinco anos e multa.

Gaucha

voltar
© Copyright 2019