Agressor de árbitro Rodrigo Crivellaro, William Ribeiro é suspenso do futebol por dois anos

Responsável por agredir o árbitro Rodrigo Crivellaro, que precisou ir ao hospital e segue afastado dos gramados, o jogador William Ribeiro, de 30 anos, foi julgado e condenado pelo Tribunal de Justiça Desportiva nesta segunda-feira. O atleta, que atuava pelo São Paulo de Rio Grande, e agora está sem clube, recebeu suspensão de dois anos do futebol pelo episódio que protagonizou na Divisão de Acesso do Gauchão.

A sentença aconteceu de forma unânime, com todos cinco auditores acompanhando o relator, Camilo Gomes de Macedo. Durante a sessão, o atleta teve a oportunidade de se manifestar pela primeira vez sobre o violento episódio e admitiu o erro. “Não sei o que me deu. Estou até procurando tratamento psicológico. Eu não me reconheci nesse ato, eu errei. Estou arrependido, bastante”, afirmou.

O episódio 

A agressão de Ribeiro contra Crivellaro ocorreu durante o confronto entre o São Paulo e o Guarani de Venâncio Aires, pela Divisão de Acesso. A confusão teria começado a partir de um cartão amarelo dado ao atleta. Em seguida, conforme imagens da FGF TV, o árbitro cai e é mais uma vez agredido com um chute na cabeça. Crivellaro ficou desacordado e o jogo foi interrompido e depois cancelado pela Federação Gaúcha de Futebol.

Logo após o caso, William foi demitido de forma sumária e autuado em flagrante por tentativa de homicídio qualificado. Segundo o responsável pelo caso e titular da Delegacia de Pronto Atendimento de Venâncio Aires, Vinicius Lourenço de Assunção, o enquadramento se deu no artigo 121 do código penal, parágrafo segundo, que corresponde à motivação fútil.

CP

voltar
© Copyright 2019