Aguirre admite incômodo com ausência de vitórias fora no Brasileirão

O jogo contra o Figueirense nesta quinta-feira, às 21h, no Orlando Scarpelli será o quinto compromisso do Inter como visitante no Brasileirão. Com dois empates e duas derrotas fora de casa, o técnico Diego Aguirre admite que o jejum de vitórias causa incômodo no vestiário. 



"A verdade é que sim. Estamos precisando de uma vitória fora. Agora não serve de nada olhar para trás, para jogos que não ganhamos ou pontos que deixamos escapar. Está na hora de ter um novo triunfo. Sempre o jogo que vem é uma oportunidade. Temos que saber que o Figueirense é um time forte em casa, mas devemos ter a convicção de um triunfo. Está na hora de vencer fora", afirmou o treinador em entrevista após o treino desta terça.



Aguirre, no entanto, defendeu a postura do time fora de casa. Ele negou que tenha faltado atitude para a equipe como visitante e lembrou as dificuldades que os adversários enfrentam quando jogam com o Inter no Beira-Rio – o Colorado está invicto como mandante em 2015: "Atitude não falta nunca. Normalmente é mais difícil jogar fora que em casa. Não neste ano, a história fala isso. Assim como os outros clubes têm dificuldade quando jogam no Beira-Rio. Quando foi a nossa última derrota no Beira-Rio? Não é que outros clubes não tenham atitude aqui," argumentou.



Aguirre esconde escalação



Sobre a escalação que mandará a campo, Aguirre disse que vai esperar até horas antes da partida a definição das situações de Nilmar e Juan, que não treinaram nesta terça. "Vamos esperar até amanhã. Ainda não significa que o time que treinou é o que vai começar jogando. Foi um treino para trabalhar algumas coisas táticas, uma ideia. Como sempre faço, defino o time nos últimos momentos. Vou esperar e talvez o Nilmar vá para a a viagem. Quanto ao Juan também tenho que esperar dois dias para ter a certeza", declarou.



Sem Juan e Nilmar, Aguirre montou o seguinte time no treino desta terça visando ao jogo contra o Figueirense: Alisson; William, Alan Costa, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Anderson, Jorge Henrique e Alex; Lisandro López e Rafael Moura.

voltar
© Copyright 2019