Argentina fecha todas as fronteiras por 15 dias devido ao coronavírus

Diante da pandemia de coronavírus , o governo da Argentina ordenou o fechamento de fronteiras, a suspensão das aulas e a redução do transporte público, entre outras restrições, por 15 dias para “impedir a propagação do vírus”.

 

“Precisamos fazer todo o possível para que o vírus não circule entre nós. Ganhar tempo é muito importante porque podemos gerenciar o problema de saúde”, disse o presidente em uma entrevista coletiva.

 

“Além disso, fechamos a fronteira da Argentina pelos próximos 15 dias, exceto, obviamente, os argentinos nativos ou os residentes do país”, disse o presidente, após a reunião que realizou esta tarde na Quinta de Olivos.

 

Na mesma conferência, o presidente indicou que está analisando o fechamento de shopping centers e hipermercados.
Aqueles que não cumprirem a quarentena vão cuidar de processá-los criminalmente”, disse ele.
As medidas foram ordenadas pelo presidente Alberto Fernández na reunião que presidiu neste domingo diante do comitê de monitoramento de coronavírus , que inclui infectologistas especialistas que estão assessorando o governo.
A reunião foi realizada a partir das 18h deste domingo (15) na residência de Olivos e, além de Kicillof e Larreta, participaram funcionários da Organização Mundial da Saúde (OMS) e consultores de diferentes organizações médicas e científicas.

 

 

Fonte: Redação

voltar
© Copyright 2019