Banrisul oferece R$ 1,2 bi para operar folha dos servidores

O Banrisul e o governo do Estado do Rio Grande do Sul estão com as negociações em andamento para renovação do direito de operar a folha de pagamento do funcionalismo. O banco ofereceu pagar R$ 1,2 bilhão ao governo para controlar a folha pelos próximos dez anos. 

Pela proposta, o depósito ao Estado será feito em apenas uma parcela, em data ainda a ser definida pelas partes. O valor poderá ser ajustado em função da variação da taxa Selic e das projeções de inflação para o país. 

O Estado já recebeu a proposta e, para concluir a negociação, são necessárias mais três etapas: avaliação econômica e financeira, que será realizada pela Secretaria da Fazenda, análise da Controladoria e Auditoria Geral do Estado (Cage) e a avaliação jurídica do contrato pela Procuradoria Geral do Estado (PGE). A estimativa da Secretaria da Fazenda é que o trâmite seja concluído em junho para assinatura do contrato.

O valor será fundamental para quitar o 13º salário dos servidores de 2015, que foi financiado junto ao banco e começa a ser depositado no fim de junho. No total, o Governo precisa desembolsar, até novembro, R$1,3 bilhão para realizar o pagamento.

Os termos das condições financeiras da operação foram aprovadas pelos membros do Conselho de Administração do Banrisul em reunião realizada no dia 30 de maio. O projeto que autoriza a venda da folha de pagamento do funcionalismo ao banco foi aprovado no fim do ano passado na Assembleia Legislativa. O Banrisul já detém a gestão da folha do funcionalismo, mas sem contrapartida ao governo. 

GAÚCHA
voltar
© Copyright 2019