Brasil apenas empata na estreia da Copa

Por Alexandre Lozetti, Edgard Maciel de Sá e Tossiro Neto

Rostov, Rússia. GLOBO ESPORTE

 

Não foi com 0 a 0, mas Brasil e Suíça, duas das melhores defesas classificadas à Copa do Mundo, empataram na estreia, em Rostov: 1 a 1. Em um duelo de poucas chances, sobretudo no primeiro tempo, o placar só foi aberto neste domingo graças a um chutaço de fora da área de Coutinho. E voltou a mudar uma única vez, no começo da etapa final, em jogada de bola parada. Zuber aproveitou cobrança de escanteio – e um empurrão em Miranda – para saltar livre e cabecear à rede. A equipe de Tite pressionou nos minutos finais em busca da vitória, mas não conseguiu o segundo gol.

PRIMEIRO TEMPO

A primeira finalização com algum perigo ao gol foi da Suíça, aos três minutos. Mas a primeira e última do time europeu. Depois que Dzemaili recebeu de direita e chutou de primeira, por cima, Alisson trabalhou mais com os pés, na saída de bola, do que com as mãos. O Brasil, apesar de conseguir sair da marcação e fazer a transição ao ataque, também não teve muitas chances perto de Sommer – um chute de Paulinho no começo e um cabeceio de Thiago Silva para fora nos minutos finais. Foi de longe da área que a equipe de Tite abriu o placar: aos 19 minutos, Coutinho, ao seu melhor estilo, cortou para o meio e bateu no ângulo direito. Golaço.

 

SEGUNDO TEMPO

A vantagem brasileira durou quatro minutos depois do intervalo. Numa cobrança de escanteio, Zuber saltou, depois de empurrar Miranda pelas costas, e cabeceou a bola para a rede. Ele já tinha dado trabalho a Danilo ao longo da primeira etapa. Tite não demorou muito a mexer. A primeira alteração foi a entrada de Fernandinho no lugar de Casemiro, que estava pendurado. Renato Augusto substituiu Paulinho, e Gabriel Jesus foi trocado por Firmino. O Brasil partiu em busca do segundo gol. Até assustou em cabeceio de Thiago Silva e chutes de Neymar, Fernandinho e Renato Augusto, mas não conseguiu nada além de oferecer espaços à Suíça, que também não soube aproveitá-los. A Seleção tentou o segundo gol na base da vontade, já que a equipe estava pouco inspirada. Aos 42 minutos, Willian cruzou, Neymar apareceu entre os zagueiros e cabeceou firme, Sommer fez boa defesa. O goleiro suíço ainda salvou em outra finalização de cabeça, dessa vez de Firmino.

 

Nos acréscimos, Miranda perdeu boa chance de dar a vitória ao Brasil, mas o placar ficou mesmo no 1 a 1

 

CLASSIFICAÇÃO E PRÓXIMO JOGO

Como a Sérvia venceu a Costa Rica mais cedo, o empate entre Brasil e Suíça faz com que as duas equipes dividam a segunda colocação, com um ponto cada. Na sexta-feira, às 9 horas (de Brasília), os adversários da Seleção na segunda rodada serão os costarriquenhos, em São Petersburgo.

Ficha técnica

 

BRASIL (1)

 

Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto) e Philippe Coutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus (Firmino).

Técnico: Tite

 

SUÍÇA (1)

 

Sommer; Lichtsteiner (Lang), Schär, Akanji e Rodriguez; Behrami (Zakaria), Xhaka (Embolo), Dzemaili, Shaqiri e Zuber; Seferovic

 

Técnico: Vladimir Petkovic.

 

Gols: Philippe Coutinho, aos 20 minutos do primeiro tempo. Zuber, aos 5 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Lichtsteiner, Casemiro, Schär, Behrami.

Árbitro: César Ramos (Fifa/México).

 

Local: Arena Rostov, em Rostov (Rússia)

 

Confira a tabela da Copa do Mundo

 

voltar
© Copyright 2019