Câmara de Cruz Alta usa recurso que sobrou no ano para pagar bonificação a funcionários

A Câmara de Vereadores de Cruz Alta, no Noroeste do Rio Grande do Sul, decidiu usar o recurso que sobrou do orçamento do ano para pagar uma bonificação aos funcionários. A notícia não caiu bem a moradores, que entendem que o dinheiro deveria ser investido na cidade de pouco mais de 60 mil habitantes.

“Tem muita gente mais necessitada que trabalha, que precisa mais”, diz a aposentada Divanir Rodrigues.

“Se tinha dinheiro sobrando na Câmara, porque a Câmara não repassou para a prefeitura pagar o salário dos funcionários que estão sem salário? Tudo bem que é verba própria, mas se está sobrando num lugar e está faltando no outro, tem que repassar para quem precisa”, observa a vice-presidente do Sindicato dos Municipários de Cruz Alta (SIMCA), Rita Aparecida Vieira.

Segundo o presidente da Câmara de Vereadores, esse abono foi definido no começo do ano, quando foram estabelecidas algumas metas de gestão. E, como elas foram cumpridas, o salário a mais no mês de dezembro será pago.

Os 90 funcionários da Câmara de Cruz Alta vão receber o 14º salário em parcela única, ainda este mês. A resolução aprovada pelos vereadores definiu que o valor da bonificação vai ser de R$ 998, ou seja, um salário mínimo a mais para todos os servidores da Casa, independente do regime de contratação.

“É legal. Tendo orçamento para isso, não comprometendo aquilo que é a porcentagem limite que o Tribunal de Contas exige que a Câmara gaste com pessoal, tanto que esse gasto corresponde apenas a 0,04% do orçamento da Câmara de Vereadores”, diz o presidente da Casa, Everlei Martins (PCdoB).

Ele acrescenta que a Câmara de Vereadores usou um valor menor do que o destinado ao município.

A Prefeitura de Cruz Alta não quis gravar entrevista, mas, através da assessoria de imprensa, disse que os poderes são independentes, e que a Câmara pode fazer isso, já que o pagamento vai ser feito com orçamento próprio.

voltar
© Copyright 2019