Caminhoneiros no Rio Grande do Sul começam a deixar pontos de manifestação

Caminhoneiros começam a deixar os pontos de manifestações no Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (30). A Defesa Civil divulgou que 25 pontos foram desmobilizados em rodoviais federais. Já segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar, em rodoviais estaduais acabaram 112 dos 117 pontos de manifestações (veja a lista abaixo).

Em Passo Fundo, na Região Sul, caminhões que estavam estacionados há 10 dias em um posto de combustíveis, às margens da BR-285, começaram a deixar o local. O posto era o maior ponto de concentração na cidade. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o movimento está voltando ao normal. Alguns caminhões já acessaram o pátio de empresas do distrito industrial. Carretas de combustível também fazem o carregamento no terminal de distribuição da cidade.

A Polícia Rodoviária Federal, a Brigada Militar e o Exército desencadearam a Operação Corredores Seguros. A partir das 13h desta quarta-feira, o grupo ajustou com o Comando Militar do Sul a liberação dos principais corredores rodoviários do Rio Grande do Sul. As escoltas e ocupações iniciaram na BR-116, BR-290 e BR-386, saindo de Porto Alegre em direção ao interior do estado.Em uma videoconferência realizada nesta quarta, entre a BM e os Comandos Regionais de Policiamento Ostensivo (CRPOs), foi determinado que a prioridade é desobstruir rodovias que apresentem bloqueio para o tráfego de veículos leves e caminhões.

A orientação passada é de que os CRPOs intensifiquem as operações para garantir o reabastecimento das comunidades e a manutenção da ordem pública, sempre observando todos os protocolos de negociação.De acordo com o comandante-geral, coronel Mario Ikeda, a BM não irá tolerar manifestações em que ocorram atos de vandalismo, repressão ou violência.

"Estamos em contato direto com as nossas regionais, seja por videoconferência, telefone ou por WhatsApp. Agiremos de forma enérgica, identificando e, se necessário, prendendo os responsáveis", afirma.

De acordo com um balanço divulgado pelo Gabinete de Crise do Estado, entre o domingo e o começo da tarde desta quarta, a Brigada Militar e o Corpo de Bombeiros escoltaram 1.220 caminhões para todo o RS, sendo que 805 estavam carregados com combustível.

Conforme informações da Brigada, somente nesta quarta, 1.682 policiais militares trabalharam para escoltar 573 caminhões. Destes, 333 carregavam combustível da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap).

A escolta de caminhões para o abastecimento das cidades continuará ocorrendo, até que seja restabelecida a normalidade.

Veja os pontos de manifestações desativados:

 

Rodovias federais

BR-285

 

  • Carazinho
  • Passo Fundo
  • Vacaria
  • Lagoa Vermelha
  • São Borja
  • Ijuí
  • Caseiros

 

BR-386

 

  • Soledade
  • Tio Hugo;
  • São José do Herval
  • Fontoura Xavier
  • Estrela (km 349)

 

BR-158

 

  • Cruz Alta
  • Itaara
  • Júlio de Castilhos

 

BR-116

 

  • Vacaria

 

BR-153

 

  • Erechim

 

BR-470

 

  • Bento Gonçalves

 

BR-101

 

  • Três Cachoeiras
  • Osório.

 

BR-287

 

  • Jaguari
  • São Pedro do Sul
  • São Vicente do Sul

 

BR-290

 

  • Vila Nova do Sul

 

BR-392

 

  • Santana da Boa Vista

 

BR-472

 

  • Santa Rosa
  • Santo Cristo
  • Três de Maio

 

Rodovias estaduais

ERS-135

 

  • Getúlio Vargas (km 52)
  • Erechim (com a BR-153)
  • Coxilha (km 18)
  • Sertão (km 38)

 

ERS-168

 

  • São Luiz Gonzaga (km 83)
  • Roque Gonzales (km 83)
  • Bossoroca (km 44)

 

voltar
© Copyright 2019