Candidatura própria divide lideranças do PP

É tensa a situação no PP em função da pré-convenção agendada para 24 de março, na qual o partido se prepara para indicar candidato próprio ao governo do Estado. O aumento da pressão ocorre porque o lançamento de um nome para a cabeça de chapa, movimento tradicional entre partidos para ganhar peso em negociações pré-eleitorais, acabou ganhando força através das articulações do deputado federal Luis Carlos Heinze, que se apresentou para concorrer e, desde então, percorre o Estado para angariar apoio. No dia 24, ele disputará a prévia do partido com o advogado Antônio Weck. Internamente, no PP, é consenso que Heinze vai obter a maioria dos votos e ser o pré-candidato.

voltar
© Copyright 2019