Caso Maria Eduarda: Motorista escolar vai a júri em novembro pela morte da adolescente

A Justiça de Catuípe, marcou para 17 de novembro o júri do motorista de transporte escolar Pedro Alberto Zimmermann, 54 anos, acusado pelo assassinato e estupro, entre outros crimes, da adolescente Maria Eduarda Zambom, 15 anos. O fato ocorreu dia 29 de março de 2019.
A juíza criminal Rosmeri Krüger, da Comarca de Catuípe, estabeleceu que o tribunal do júri deve começar às 9h30min, e que todos os cuidados sanitários devam ser tomados.
Em relação ao homicídio, Zimmermann tem os agravantes por motivos torpe, meio cruel e recurso de difícil defesa da vítima. Ele, que também responde pelo abuso sexual, foi denunciado ainda por ocultação de cadáver.
Maria Eduarda residia no interior de Catuípe e, no dia do crime, aguardava pelo transporte escolar em frente à residência da família. Segundo a acusação, naquele dia, o motorista apareceu no local usando o seu carro particular. Depois disso, a vítima desapareceu no trajeto para a escola. O corpo foi encontrado um dia depois em um matagal com sinais de estrangulamento e de violência sexual. A suspeita é de que o acusado teria dito que o ônibus usado para o transporte teria estragado. Família e professores ficaram preocupados porque a garota não chegou ao colégio onde estudava.
Zimmermann negou o crime, mas a polícia informou que ele apresentou versões contraditórias. O réu, na ocasião, foi localizado com o pescoço cortado e a investigação apontou que ele tentou tirar a própria vida. O suspeito foi preso logo após o fato e depois foi encaminhado para a Penitenciária Modulada de Ijuí.

voltar
© Copyright 2019