CEEE prevê normalizar distribuição de energia elétrica nesta terça-feira

A CEEE prevê normalizar nesta terça-feira (2) a distribuição de energia elétrica em Porto Alegre. Segundo a empresa, será necessário interromper o serviço em algumas regiões, amanhã, entre 4h e 5h, para consertar danos na Subestação Porto Alegre 4 –  o serviço estava previsto para as 6h, mas foi antecipado a pedido da prefeitura.

Leia todas as notícias sobre o temporal em Porto Alegre

O desligamento afetará 100 mil clientes dos bairros Centro, Cidade Baixa, Praia de Belas, Bom Fim, Menino Deus e imediações.

Na noite desta segunda-feira (1º), a CEEE ainda contabilizava 9 mil e 500 residências sem luz. Deste total, 5 mil estão sem luz desde o temporal de sexta-feira na Capital. Os bairros com maior número de pontos atingidos são Menino Deus, Petrópolis, Santana, Rio Branco, Cidade Baixa, Centro e Azenha.

Abastecimento de água

A prefeitura prevê normalizar o abastecimento de água também nesta terça-feira. O prefeito em exercício, Sebastião Melo, disse que todas as equipes irão trabalhar normalmente amanhã, apesar do feriado de Navegantes.

Até a noite desta segunda-feira, cerca de 20% da cidade permanecia com falhas no abastecimento.

A diminuição no consumo durante a madrugada deve contribuir para que a água chegue em pontos mais distantes das estações de tratamento. A normalização também depende do fornecimento de energia elétrica.

Prejuízos com o temporal
Segundo o sistema Metroclima, da prefeitura, os ventos atingiram 119,5 km/h na região do Bairro Jardim Botânico por volta das 22h de sexta-feira, o que configura um dos piores temporais da história recente da Capital gaúcha. Meteorologistas não chegaram a um consenso sobre o fenômeno que atingiu a cidade, mas afirmam que foi um evento climático de rara violência

No shopping Praia de Belas, uma parte do telhado caiu e feriu uma pessoa. O estabelecimento permaneceu fechado durante todo o fim de semana e não abre nesta segunda-feira. Bares e comércios nos bairros Menino Deus e Cidade Baixa também tiveram vidros quebrados e destelhamento.

Alguns serviços públicos não funcionaram em função dos estragos em prédios públicos, como o Foro Central, Instituto de Previdência e Justiça do Trabalho.

Nos hospitais Mãe de Deus, Clínicas, Instituto de Cardiologia e Ernesto Dornelles, parte dos telhados cedeu. Pacientes tiveram de ser removidos dos quartos. No fim de semana e nesta segunda-feira o atendimento é restrito em unidades de saúde em função dos estragos.

Uma embarcação do Cisne Branco virou devido ao vento e uma balsa é usada para retirar o barco, que ficou parcialmente submerso.

GAÚCHA
 
voltar
© Copyright 2019