Com atuação de luxo de D Alessandro, Inter vence Pelotas no Beira-Rio

Se primeira impressão é a que fica, Eduardo Coudet deixou uma boa imagem em sua estreia no Beira-Rio. Na noite deste domingo, o Inter teve uma atuação segura e bateu o Pelotas por 3 a 1 em jogo válido pela segunda rodada do Gauchão. Edenilson, D’Alessandro e Paolo Guerrero foram os autores dos gols na segunda vitória colorada em 2020. Nos acréscimos, o zagueiro Felipe Chaves descontou para o Lobão.

 

Com a vitória, o Inter mantém o 100% de aproveitamento no Gauchão e lidera o Grupo A, com seis pontos e saldo positivo de três. O Colorado volta a campo na quarta-feira, às 21h30min, para enfrentar São Luiz, em Ijuí. A tendência é de que Coudet repita a estratégia da estreia diante do Juventude e mande a campo uma equipe alternativa no Estádio 19 de Outubro.

 

O primeiro time titular de Eduardo Coudet teve estreias. Os laterais Rodinei e Moisés e o garoto Johnny foram apresentados para a torcida no Beira-Rio. O sistema tático foi novamente o 4-1-3-2, o preferido do treinador argentino e que difere do visto na temporada passada tanto com Odair Hellmann quanto com Zé Ricardo.

 

Essa nova formação apresentou novidades no posicionamento de alguns jogadores que estavam no clube em 2019. Lindoso foi postado como o primeiro volante tendo sem a bola a missão de recuar entre os zagueiros e formar uma primeira linha defensiva de três homens para liberar os laterais simultaneamente. D’Alessandro teve a função de ser o homem mais próximo de Guerrero. Já Edenilson e Patrick fizeram movimentações parecidas com a do ano passado, sendo incentivados a entrar na área rival a todo momento.

 

O primeiro tempo no Beira-Rio apresentou um jogo de ataque contra defesa. O Pelotas se postou no seu campo deixando toda a responsabilidade de propor para o Inter. O time colorado, por vezes, foi lento na circulação de bola, mas, ainda assim, as chances de gol apareceram. Os homens que finalizaram no Inter no começo da partida foram os laterais Rodinei e Moisés e os volantes Edenilson e Patrick. As infiltrações em diagonal deles surpreendiam a marcação dos visitantes, que até foram bem no papel de conter Paolo Guerrero na primeira etapa.

 

A pressão do Inter teve resultado aos 24 minutos em lance que teve D’Alessandro saindo do seu posicionamento inicial. O argentino recebeu a bola na intermediária e lançou na medida para Edenilson, que dominou com categoria, botou a bola no chão e bateu na saída do goleiro Douglas para abrir o placar no Beira-Rio. Um verdadeiro golaço do camisa 8.

 

Após o gol colorado, o Pelotas tentou sair mais de seu campo, mas deu pouco trabalho a Marcelo Lomba, que fez penas intervenções. Aos 45, Rodrigo Moledo cabeceou em jogada ensaiada de escanteio e quase ampliou para o Inter.

 

A partida manteve o mesmo ritmo no segundo tempo, com o Inter propondo o jogo e tendo chances para o segundo gol. Aos 8, Patrick fez a jogada como se fosse um lateral-esquerdo e cruzou para Cuesta, que apareceu no meio da área para cabecear perto do gol. Superior, o Inter ampliou a vantagem aos 14 em mais um toque de qualidade de D’Alessandro. O camisa 10 bateu falta no canto direito e mandou no ângulo, sem chance ao goleiro Douglas: 2 a 0.

 

Logo após o gol, Coudet fez a primeira mudança com a entrada de Musto no lugar do garoto Johhnny, o que mexeu no posicionamento de Rodrigo Lindoso, que passou a jogar mais adiantado. Aos 25, o Inter chegou ao terceiro gol com mais uma participação de D’Alessandro. Dessa vez, o argentino bateu o escanteio e Guerrero cabeceou com força para transformar o placar em goleada: 3 a 0.

 

A dez minutos do fim, D’Alessandro, o nome do jogo, saiu aplaudido por todo o Beira-Rio para a entrada de Thiago Galhardo. Já sem seu capitão, o Inter deixou o Pelotas descontou aos 39, com o zagueiro Felipe Chaves, que definiu o placar da partida em 3 a 1.

Fonte: Gaúcha ZH

voltar
© Copyright 2019