Com direito a virada, Inter vence o São Luiz por 4 a 3 e segue com 100% de aproveitamento no Gauchão

O Inter mostrou poder de reação na noite desta quarta-feira (29) no 19 de Outubro. Após levar um gol aos 26 segundos de partida, o Colorado bateu o São Luiz com autoridade por 4 a 3 e manteve o 100% de aproveitamento no Gauchão. Thiago Galhardo, Rodrigo Moledo, D’Alessandro e Edenilson marcaram os gols do time de Eduardo Coudet. Michel, duas vezes, e Tássio anotaram para a equipe da casa.

 

No próximo sábado (1º), às 19h30min, o Inter vai enfrentar o Ypiranga, no Colosso da Lagoa, em duelo direto pelo primeiro lugar do Grupo A. O time de Erechim venceu o Pelotas, em casa, por 2 a 1 nesta noite e também soma nove pontos. Leilson e Neto marcaram para o Canarinho enquanto Tatto descontou para o Lobão.

 

Em seu terceiro jogo no comando do Inter, Coudet mandou a campo o time titular pela segunda vez. A exceção foi o peruano Paolo Guerrero, poupado. Sem outro centroavante no elenco, o treinador repetiu o que havia feito na estreia diante do Juventude e escalou Thiago Galhardo no comando do ataque. Mas foi no meio-campo que o argentino tomou a decisão que mais gerou questionamentos antes de a bolar rolar. O garoto Johnny foi sacado para a entrada de Musto. O Colorado, assim, teve quatro volantes de origem no meio-campo: Musto, Lindoso, Edenilson e Patrick.

 

O time colorado teve sua capacidade de reação testada antes do primeiro minuto do jogo no 19 de outubro. Logo aos 26 segundos, em jogada ensaiada de escanteio, Jean Carlo cruzou na área e Michel ganhou a disputa com Cuesta pelo alto para mandar sem chances para Lomba: 1 a 0.

 

Foi a primeira vez que o Inter ficou atrás no marcador nesta temporada e o time sentiu. Moledo e Lindoso pareciam os mais nervosos e abusavam dos passes errados na saída de bola. Assim, o São Luiz seguiu levando perigo nos primeiros 10 minutos. Elias chegou a ameaçar em chute de fora da área que passou perto do gol de Lomba, aos 7.

 

O Inter criou sua primeira chance apenas aos 16 minutos com Edenilson, que recebeu de Thiago Galhardo e bateu para defesa de Lúcio. A partir daí teve início uma pressão colorada. Com as constantes subidas dos laterais Rodinei e Moisés, o time da Capital conseguiu empurrar o São Luiz para o seu campo.

 

A pressão deu resultado aos 21 minutos com Thiago Galhardo cumprindo a função de ser o homem-gol colorado. Ele se aproveitou de um erro do zagueiro João Marcus e arrancou em velocidade até invadir a área e bater na saída de Lúcio para empatar a partida.

 

Com a superioridade do Inter, a virada não demorou a sair. E veio em um lance de bola parada. Em escanteio, Patrick escorou para o meio da área e Moledo apareceu para empurrar para o gol salvando sua atuação que até então era ruim na partida. Ainda deu tempo do Colorado fazer o terceiro. Nos acréscimos, D’Alessandro sofreu pênalti de Maycon. O próprio argentino bateu com categoria e fez o 3 a 1.

 

A vitória do Inter chegou a ser ameaçada no começo da segunda etapa quando Tássio diminuiu o placar em lance que Cuesta foi novamente batido pelo alto aos 13minutos. Na sequência Michel teve a chance para empatar, mas mandou para fora.

 

Coudet então resolveu mexer no seu time e Marcos Guilherme entrou no lugar de Patrick aos 16. Três minutos depois, o Inter voltou a ficar em situação tranquila com o quarto gol, marcado por Edenilson justo em jogada que teve a participação de do atacante.

 

O quarto gol esfriou a reação do São Luiz, que conseguiu marcar mais um gol nos minutos finais, com Michel, novamente pelo alto. O gol não serviu para evitar a vitória do Inter, mas deixou o alerta para o Eduardo Coudet. Em três partidas, o time sofreu quatro gols em jogadas pelo alto.

Fonte: Gaúcha ZH

voltar
© Copyright 2019