Com gols de Fred, Negueba e Bolaños, reservas do Grêmio vencem o América-MG

O Grêmio nem precisaria ter obtido a vitória por 3 a 0 sobre o já rebaixado América-MG, na tarde ensolarada deste domingo, na Arena, pelo Brasileirão. O que a torcida festejou, mesmo, foi a goleada do Vitória sobre o Figueirense, que afunda o rival Inter ainda mais na tabela e o deixa na dependência de um milagre para não ser rebaixado. Um doce aperitivo para o começo da decisão da Copa do Brasil. Renato Portaluppi preservou os titulares e foi brindado com uma boa resposta dos garotos.

A construção da vitória não tardou. A 11 minutos, Iago, em cobrança de falta, ergueu a bola na direção da área e Fred, mais rápido do que os marcadores, adiantou-se e concluiu para a rede, com o pé esquerdo.O predomínio se traduzia em situações para marcar. Com a mesma estrutura tática da equipe titular, o Grêmio forçava pelo lado direito, com Wallace Oliveira e Negueba, e esquerdo, por Iago e Guilherme. Bolaños, centralizado, de costas para a marcação, servia como pivô para a preparação das jogadas. Distensionada, a torcida aplaudia a tudo, à espera do prato principal da temporada, a decisão da Copa do Brasil. E também não descuidava do jogo do Vitória contra o Figueirense. O gol baiano, que complica ainda mais a situação do Inter, provocou comemoração. A festa, viu-se depois, recém começava.

A 21 minutos, Guilherme avançou com liberdade pela esquerda, ficou apenas com o goleiro pela frente, mas sua conclusão foi fraca. Everton errou seu único arremate, a 22 minutos.

O segundo gol começou com cruzamento de Wallace Oliveira, da direita. João Ricardo espalmou para trás, Guilherme tentou o primeiro arremate, a bola desviou na zaga e Negueba livre, marcou pela primeira vez pelo Grêmio. Na única chance do América-MG, a 39, Cardoso, em escanteio batido por Bruno Telles, cabeceou com perigo.

A tentativa de reação do América-MG no começo do segundo tempo, que resultou no forte chute deTony, bem defendido por Leo, logo foi sufocada. À vontade, os guris do Grêmio retomaram o controle com estocadas rápidas e bem coordenadas, surpreendentes até para uma equipe sem entrosamento. Bolaños virou o dono do jogo. Aos 14 minutos, ele fez tudo e deu a Guilherme, que, apenas com o goleiro pela frente, bateu muito alto. Como a tarde era perfeita, a torcida nem sem importou.

Aos 19, uma combinação estrangeira gerou o terceiro gol. O sul-africano Ty desarmou Ernandes, avançou pela direita e serviu ao equatoriano Bolaños, que completou com qualidade. Outro motivo de alegria para a torcida, que vê desencantar a maior aposta da direção na temporada.

Com o adversário batido, Fred ainda teria nova oportunidade, em boa cobrança de falta. Até o fim, o Grêmio seguiria com a boa troca de passes e investidas pelos lados do campo. Mas as chances já não eram tão claras. Nada que estragasse o domingo ideal de seus torcedores.BRASILEIRÃO, 36ª RODADA, 20/11/2016

GRÊMIO: Leo; Wallace Oliveira, Fred, Wallace Reis e Iago; Jaílson (Batista, 34'/2º) e Kaio; Negueba (Ty, 11'/2º), Bolaños e Guilherme (Tilica, 24'/2º); Everton

Técnico: Renato Portaluppi

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Christian, Roger, Cardoso e Bruno Telles; Ernandes, Juninho, Makton (Danilo Barcelos, 14'/2º) e Tony; Sávio (Michael, 30'/2º), Nilson (Hélder, 25'/2°)

Técnico: Enderson Moreira

Gols: Fred (G), a 11 e Negueba (G), a 24 do primeiro tempo e Bolaños (G), a 19 do segundo

Cartões amarelos: Bruno Telles, Sávio (A)

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (GO), auxiliado por Fabiano da Silva Ramires (ES) e Márcio Soares Maciel (GO).

Renda: R$ 227.090,00

Público: 12.214 (10.765 pagantes)

Local: Arena do Grêmio

PRÓXIMO JOGO— COPA DO BRASIL
23/10/2016, 4ª FEIRA, 21H45MIN
ATLÉTICO-MG X GRÊMIO

voltar
© Copyright 2019