Corsan vai cobrar tarifa por disponibilidade de rede de esgoto em quatro cidades da Região das Missões

Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) vai começar a cobrar dos clientes tarifa pela disponibilidade da rede de esgoto em frente a residências em quatro cidades da Região das Missões. A cobrança deve ser realizada, inicialmente, emSanto Ângelo, Santa Rosa, Ijuí e Cruz Alta.

A arrecadação será aplicada apenas para residências que não estão conectadas ao sistema, em locais em que exista rede coletora disponível. A cobrança deve implicar em aumento de 50% na conta de água para clientes da Corsan que ainda não estão ligados ao sistema. Cerca de 10 mil residências serão afetadas pela medida. Para casas já conectadas à rede de coleta de esgoto, o valor não mudará.

A proposta foi aprovada pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs) na semana passada. Pelo projeto, todo usuário que disponha de rede coletora de esgotos sanitários na rua em que mora e não esteja conectado passará a pagar uma tarifa pelo serviço.

_ Quanto antes se ligar à, vai ter uma carência e um desconto na tarifa. Passando a rede pela frente da casa, a pessoa, se ligando, ou não, vai pagar  _ explicou o diretor-presidente da Corsan,  Flávio Ferreira Presser.

Nos próximos três meses, campanhas publicitárias e notificações a clientes serão feitas nas cidades para comunicar e incentivar os moradores a se conectarem à rede coletora de esgoto. Após, haverá mais um prazo de quatro meses sem cobrança do valor pela coleta do esgoto.

A Corsan disse, ainda, que está cadastrando empresas para a execução de obras de conexão da rede doméstica de esgoto com o sistema público. 

RÁDIO GAÚCHA

voltar
© Copyright 2019