Dilma pede apoio às igrejas para combate ao Aedes aegypti no País

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (10) com representantes do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs (Conic), no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff expôs a situação da dengue e do zika vírus no País. No encontro, ela também pediu a colaboração de todas as igrejas na prevenção e erradicação do mosquito Aedes aegypti – transmissor das doenças.

De acordo com o presidente do Conic, Dom Flavio Iralla, a partir de agora as igrejas verão como podem colaborar, mobilizando suas congregações para o combate ao mosquito.

“Como estamos na Campanha da Fraternidade Ecumênica, que tem como tema ‘Casa Comum, Nossa Responsabilidade’, e como foco o saneamento básico, nós vamos trabalhar também nesse sentido. A questão do cuidado com a casa comum é nossa também, não só do poder público. Começa na nossa casa, passa pelo nosso bairro e vai até o nosso município”, disse.

Ao ser questionado se o tema aborto foi discutido na reunião, Dom Iralla negou.

"Nós das igrejas não temos como discutir, porque tudo isso é um processo. Precisamos sim tratar da questão, mas não temos ainda nenhuma discussão feita, por isso não posso expressar nada sobre o tema”, afirmou.

Na semana passada a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu para que os países atingidos pela epidemia do zika vírus permitam o acesso das mulheres a métodos contraceptivos e ao aborto.

voltar
© Copyright 2019