Dupla Grenal vence pelo Brasisleirão

Campeonato Brasileiro: Grêmio vence o Botafogo e convence na Arena

Deivison Ávila
O Grêmio voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Mesmo com um a menos em boa parte do segundo tempo, a equipe comandada por Renato Portaluppi se impôs diante do Botafogo, na Arena, e acabou vencendo por 3 a 1, nesta quarta-feira (14), pela 16ª rodada. O triunfo afastou o time do Z-4 e devolveu a confiança que parecia perdida pelo grupo.
O Tricolor foi melhor no primeiro tempo. Com mais posse de bola, o time poderia ter criado mais chances de gol. Mesmo assim, tirou o zero do placar só aos 33 minutos: Robinho cruzou da direita na cabeça de Alisson, que mandou para Diego Souza, também de cabeça, escorar para o fundo das redes e cumprir a lei do ex.
O Botafogo encontrava dificuldades para se aproximar da área gremista, então, aproveitou a bola parada para chegar ao gol de empate. Aos 40, Victor Luís cobrou falta na área e, após desvio em Pedro Raul, Matheus Babi apareceu para finalizar. O empate deixou o duelo mais justo pelo que as duas equipes criaram no primeiro tempo.
A etapa final não poderia começar melhor para os donos da casa. Logo aos dois minutos, Diego Souza recebe de costas, fez a parede e rolou de calcanhar para Pepê chutar de esquerda e colocar o Tricolor mais uma vez na frente. Sete minutos depois, Diego Souza fez uma falta por trás e deixou as travas da chuteira na perna de Guilherme Santos. O juiz aplicou o cartão amarelo. O árbitro de vídeo chamou Flávio de Oliveira, que voltou atrás e deu o cartão vermelho. O Grêmio é o time com mais expulsões no Brasileirão, seis no total.
Os cariocas não aproveitaram o jogador a mais e seguiram dando espaço para o Grêmio. Prova disso que, aos 20, após linda troca de passes pela direita, Victor Ferraz deixou Pepê na cara do gol. O artilheiro tocou na saída de Cavalieri para marcar o segundo dele, terceiro gremista na partida.
Sem forças para reagir, o Botafogo manteve a posse de bola, mas faltou qualidade para se aproximar do gol gremista. Já o Tricolor esperou o tempo passar, comemorar a terceira vitória em casa e os três pontos que afastaram a equipe da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Grêmio visita o São Paulo, sábado (17), às 21h.
ESCALAÇÃO
Grêmio 3
Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Rodrigues e Diogo Barbosa; Maicon (Lucas Silva), Matheus Henrique, Alisson, Robinho (Isaque) e Pepê (Cortez); Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi.
Botafogo 1
Diego Cavalieri; Kevin, Kanu, David Sousa (Kevin) e Victor Luís; Rentería, Caio Alexandre (Lecaros), Rhuan (Kalou) e Guilherme Santos (Cícero); Matheus Babi e Pedro Raul. Técnico: Bruno Lazaroni.
Árbitro: Flávio de Oliveira (SP).

Inter vence na Ilha do Retiro e chega a três triunfos seguidos no Brasileirão

Noite de chuva de gols na Ilha do Retiro. Fora de casa, o Internacional superou o Sport, nesta quarta-feira (14/10), por 5 a 3. Patrick, duas vezes, Yuri Alberto, Rodrigo Moledo e Adryelson, contra, marcaram os gols que garantiram ao Inter a terceira vitória seguida no Brasileirão. No próximo domingo o Colorado, vice-líder nacional, enfrenta, em partida da 17ª rodada do torneio, o Vasco. No Beira-Rio, o duelo contra os cariocas ocorre a partir das 18h15.

Só o Inter jogou nos 45 minutos que serviram de abertura para o duelo. Dono do jogo, o time de Eduardo Coudet apostou nas laterais para causar problemas à defesa pernambucana, em especial o lado direito, bastante explorado com as subidas de Rodinei. Foi em jogada pela esquerda, todavia, que o Clube do Povo abriu o placar. Aos 33, Patrick tabelou com Abel, que fez o pivô e lançou o Pantera. Em velocidade, ele invadiu a área rival, fintou Iago Maidana duas vezes e, de canhota, marcou um golaço.

Minutos depois, o lado direito enfim rendeu ao Inter um tento. Edenilson invadiu o espaço e serviu Rodinei, que cruzou na direção de Abel. Adryelson desviou antes do uruguaio, mas mandou na direção da própria meta. Contra, o gol foi do Clube do Povo, que só não desceu para os vestiários com dois gols de vantagem pois Marquinhos, aos 42, descontou para os locais.Respondendo à altura o tento sofrido nos instantes finais da etapa inicial, o Inter abriu o segundo tempo marcando. Moledo, de cabeça, subiu soberano no primeiro poste e testou, direto para as redes, excelente cobrança de escanteio de Leandro Fernández. O Sport, contudo, uma vez mais balançou as redes coloradas. Aos 10, quatro minutos depois do terceiro tento do Clube do Povo, Barcia descontou para os locais. O 3 a 2 no escore significou, dentro de campo, partida excessivamente franca, que passou a conviver com boas chegadas dos dois lados.

Aos espaços que o Sport vinha explorando, Coudet reagiu com a entrada de Rodrigo Dourado. Sem atuar desde o dia 10 de julho de 2019, o camisa 13 substituiu Lindoso, vestiu a faixa de capitão e tomou conta da entrada da área do Clube do Povo. Logo em seguida, Patrick, que a pouco marcara impedido, balançou as redes pela terceira vez na noite, segunda de modo regular. Após cobrança de escanteio feita por Edenilson, Galhardo desviou na primeira trave e o Pantera, no segundo poste, completou para as redes desprotegidas.O tento, quarto do Inter, saiu aos 29. Seis minutos depois, veio o quinto: Edenilson atravessou o campo pelo corredor direito e serviu Yuri Alberto, que fuzilou sem chances para Luan. Mikael, aos 44, fez o terceiro dos visitantes e garantiu o 5 a 3 dos comandados de Coudet. Com o triunfo, o Inter, segundo colocado, chega aos 31 pontos, mesma pontuação do líder Atlético-MG.Ficha técnica:

Sport (3): Luan Polli; Patrick, Iago Maidana, Adryelson e Juba; Marcão Silva, Ricardinho (Júnior Tavares), Lucas Mugni (Ronaldo Henrique) e Marquinhos (Mikael); Thiago Neves (Jonatan Gomez) e Hernane (Leandro Barcia). Técnico: Jair Ventura.

Internacional (5): Marcelo Lomba; Rodinei, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso (Rodrigo Dourado), Marcos Guilherme, Edenilson e Patrick (Zé Gabriel); Leandro Fernández (Thiago Galhardo) e Abel Hernández (Yuri Alberto). Técnico: Eduardo Coudet.

Gols: Patrick, aos 33 minutos, Adryelson, contra, aos 38 minutos do primeiro tempo, Rodrigo Moledo, aos sete, Patrick, aos 29, e Yuri Alberto, aos 35 minutos do segundo tempo (I). Marquinhos, aos 42 minutos do primeiro tempo, Leandro Barcia, aos 10, e Mikael, aos 44 minutos do segundo tempo (S).

Cartões amarelos: Adryelson, Marquinhos e Lucas Mugni (S). Patrick e Yuri (I).

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães, auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Carlos Henrique Alves de Lima Filho. VAR: Rodrigo Nunes de Sá.

Estádio: Ilha do Retiro-PE.

Jornal do Comercio e Site do Internacional

voltar
© Copyright 2019