Eduardo Cunha chama Temer e Lula como testemunhas de defesa

O ex-presidente da Câmara e ex-deputado federal Eduardo Cunha(PMDB-RJ) chamou o presidente Michel Temer e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como testemunhas de defesa no processo que responde no âmbito da Operação Lava Jato. Outras figuras públicas, como o ex-ministro Henrique Alves (PMDB-RN), estão entre os convocados, segundo informações do portal G1.

Cunha é acusado de receber propina de um contrato de exploração de petróleo no Benin (África), além de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro. A convocação das testemunhas faz parte da defesa prévia do ex-deputado, protocolada na terça-feira (1º) na Justiça Federal.

Eduardo Cunha foi preso no dia 19 de outubro, atendendo a pedido do Ministério Público Federal (MPF). Os procuradores argumentaram que, em liberdade, o deputado cassado representava risco às investigações. Além disso, o pedido citou que havia “possibilidade concreta de fuga”.

Cunha perdeu o mandato de deputado federal em setembro deste ano, após cassação no plenário da Câmara. Com isso, ficou sem o foro privilegiado e responde aos processos contra ele na Justiça comum.

GAÚCHA

voltar
© Copyright 2019