Em jogo eletrizante, México e Chile empatam em 3 a 3

Os amantes de futebol normalmente não têm muito o que esperar de uma noite de segunda-feira. Mas México e Chile, em um empate em 3 a 3, pela Copa América, contrariaram essas expectativas e protagonizaram um duelo eletrizante.

O primeiro gol saiu aos 20 minutos de partida, quando Vuosa abriu o placar para os mexicanos depois de cruzamento de Corona e toque de Medina.

Nem deu tempo de respirar: um minuto depois, o jogo estava igualado novamente. Aránguiz cobrou escanteio obtido logo depois da saída de bola e Vidal completou para o fundo das redes.

Em casa, o Chile jogava com o apoio de uma torcida que cantava muito, quando viu o México sair na frente de novo. Raúl Jiménez cabeceou e Bravo não salvou. A partida não tinha meia hora de andamento e já estava 2 a 1.

Antes do intervalo, aos 41 minutos, Vargas deixou tudo igual novamente. De cabeça, o atacante completou após linda jogada de Sánchez, Vidal e Isla.

O segundo tempo iniciou movimentado como a primeira etapa. Logo aos nove minutos, Flores cometeu pênalti em cima de Vidal. O próprio volante foi quem coverteu a cobrança.

A vantagem chilena também não durou muito. Onze minutos mais tarde, o México empatou com Vuoso.

O 3 a 3 persistiu até o fim da partida, mas ambos os times buscaram o resultado até o final. Valdívia, por exemplo, perdeu grande chance de dentro da área.

O grupo A da Copa América está embolado. Chile e Bolívia estão empatados, com quatro pontos. O México, com dois empates, tem dois pontos, e joga contra o lanterna, Equador, na última rodada.

Mais cedo, a Bolívia venceu o Equador por 3 a 2. Ronald Raldés, Smedberg e Marcelo Moreno marcaram 3 a 0 para a Bolívia ainda no primeiro tempo. Enner Valencia e Miler Bolaños descontaram para o Equador.

voltar
© Copyright 2019