Em treino Guto indica manutenção do time do Inter pela quarta vez

A pressão na saída de bola adversária foi um dos principais fundamentos trabalhados pelo técnico Guto Ferreira no treino do Inter nesta terça (22), à tarde. Com esboço de time, a atividade indicou, para o jogo contra o Paysandu, a manutenção da escalação colorada pelo quarto jogo consecutivo.

Em uma atividade em campo reduzido, sem goleiros, Guto posicionou os dez titulares. Com limite de toques na bola, os atletas eram orientados a pressionar a saída de bola adversária.

— Pressão, pressão — pedia constantemente o treinador.

O time principal, no esquema 4-1-4-1, teve: Cláudio Winck, Klaus, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado; William Pottker, Edenílson, D'Alessandro e Eduardo Sasha; Leandro Damião.

Em outros momentos do treinamento, Guto aumentou as dimensões do campo e passou a exigir outros atributos, como, por exemplo, uma maior qualidade na saída de bola. O time titular, contudo, não sofreu alterações.

Já os reservas trabalharam na mesma formação e com as mesmas orientações. O atacante Nico López, com dores lombares, deu lugar a Diego. Chamou atenção também a presença do garoto Joanderson no lugar de Carlos, que participou de um terceiro time, formado na maioria por atletas do Sub-23.

Os suplentes foram posicionados com: Júnio, Danilo Silva, Ernando e Iago; Charles; Diego, Alex Santana, Felipe Gutiérrez e Camilo; Joanderson.

A atividade confirmou, para o jogo de sexta (25), contra o Paysandu, às 21h30min, no Beira-Rio, a mesma escalação dos jogos contra Guarani, Londrina e ABC.

* ZHESPORTES

ZERO HORA

 
voltar
© Copyright 2019