Energia solar pode reduzir 90% dos custos com eletricidade na propriedade rural

Fonte de vida para o planeta, o sol também é um recurso capaz de ajudar as propriedades rurais no funcionamento de equipamentos elétricos e aliviando as despesas. Estamos falando da energia solar, uma ferramenta com potencial para reduzir em até 90% os gastos na conta de luz, segundo a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

Nesta quinta-feira, 19, a também chamada de energia fotovoltaica foi tema da Caravana Família Nação Agro, projeto do SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de São Paulo), que desembarcou em Campos de Holambra, no município de Paranapanema (SP). A palestra ministrada por Lucas Mazeto, engenheiro eletricista, foi transmitida ao vivo pelo YouTube do Canal Rural.

Ao público, que voltou seguindo todos os protocolos de segurança, o especialista explicou as vantagens de se investir em energia solar. “Essa é uma energia renovável. O sol se põe às 18h, mas às 6h da manhã já está de volta. É como ter alguém trabalhando de graça para você”, disse Mazeto. De acordo com ele, esse tipo de energia pode sustentar a propriedade e ainda enviar as sobras para a grade da distribuidora pública, o que quase zera os gastos.

Além disso, Mazeto afirma que o momento é positivo para o produtor fazer a implantação da energia solar, uma vez que há mais de 60 linhas de crédito disponíveis. Em um exemplo prático, o palestrante mostrou como um investimento de R$ 450 mil pode gerar economia de 10 milhões de reais gastos com a conta de luz tradicional em um período de 30 anos.

Ou seja, é um investimento que não somente se paga, como também possibilita sobras no orçamento para que o produtor rural possa destinar para outras áreas da propriedade.

Utilizando energia solar

Para reforçar o impacto dos benefícios oferecidos pela energia solar ao meio rural, o produtor Gabriel Damasio subiu ao palco e contou sua experiência com essa tecnologia. “Faz 6 meses que nós instalamos o sistema de produção fotovoltaica, mas já queríamos ter instalado há 8 anos. Só que naquele momento a legislação não estava bem definida”, lembrou ele, que também por questões financeiras teve de adiar o sonho da sustentabilidade.

Com um parque solar de 220 painéis solares em sua propriedade, Damasio revelou que consegue atender a toda a demanda de suas atividades, bem como enviar a energia excedente à grade para receber créditos. “A implantação do parque foi um processo tranquilo. Escolhemos um pessoal bem profissional e fizemos a implantação no terreno e não nos barracões para facilitar a limpeza e manutenção”, detalhou ele.

Conforme o produtor, o sistema pode ser bem prático de se manusear e todos os equipamentos possuem garantia, o que dá suporte em caso de alguma necessidade. Para mais dicas sobre energia solar, assista à Caravana completa logo abaixo:

Canal Rural

voltar
© Copyright 2019