Estado pagará dívida com hospitais filantrópicos usando financiamento

Após reunião no fim da manhã desta segunda-feira (24), a Secretaria Estadual da Saúde se comprometeu em quitar a dívida de R$ 210 milhões com as Santas Casas e hospitais filantrópicos. O acordo com a federação que representa as instituições prevê o financiamento do valor por meio de um banco.

O Estado pagará o saldo e os juros em 36 vezes, até o fim de 2018.

"Os hospitais recebem agora, nos próximos 30 ou 40 dias, o valor total da dívida, e depois pagamos um incentivo que chegará ao mesmo montante", explica o secretário da Saúde, João Gabbardo.

O presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, Francisco Ferrer, comemorou o acordo, mas ressalta que o a causa do déficit não foi combatida:

"Esta medida ameniza, mas precisamos discutir, também junto ao governo federal, o custeio dos hospitais, que é a origem do problema".

Da dívida com os hospitais, R$ 150 milhões são referentes a parcelas do ano passado, e R$ 60 milhões deste ano. O financiamento precisará ser feito por meio do Fundo de Apoio Financeiro e de Recuperação dos Hospitais conveniados ao SUS (Funafir), cuja taxa de juros mensal é de 1,6%. 

Desde o início deste ano, a Secretaria da Saúde suspendeu o repasse mensal de R$ 25 milhões referente ao IOSP, um cofinanciamento que ajudava no custeio dos hospitais filantrópicos. O incentivo não será retomado. Diante da dificuldade financeira, diversas instituições estão repatriando contratos e diminuindo o número de atendimentos.

voltar
© Copyright 2019