Gaúchos poderão sacar R$ 2,6 bilhões do FGTS, avisa Ministério do Trabalho

Gaúchos poderão sacar R$ 2,6 bilhões de contas inativas do FGTS. Inicialmente, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, da Rádio Gaúcha, que era R$ 1,5 bilhão. A informação foi corrigida depois pelo Ministério do Trabalho. 

Mais da metade dos trabalhadores têm direito a cerca de R$ 500. No Rio Grande do Sul, segundo a Caixa Econômica Federal, são aproximadamente dois milhões de trabalhadores com contas inativas até dezembro de 2015.

 

Calendário de saque que acabou de ser divulgado.

Calendário de saque que acabou de ser divulgado.

 

Canais para falar com a Caixa Econômica Federal

A procura será grande pela Caixa Econômica Federal. As agências vão abrir até sexta-feira duas horas mais cedo. No sábado, abrirão das 9h às 15h.

Também foi criado um site especial caixa.gov.br/contasinativas. E será disponibilizado o telefone 08007262017.

Clientes da Caixa poderão autorizar depósito em conta.

Documentos necessários para o pagamento

Para os trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 31/12/2015, de acordo com a MP 763/2016, deverão ser apresentados os seguintes documentos de acordo com a modalidade de saque escolhida:

Agências Caixa

Número de inscrição do PIS/PASEP, documento de identificação do trabalhador e comprovante de finalização do contrato de trabalho (Carteira de Trabalho ou Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho). Para valores acima de R$ 10 mil, é necessário apresentar Carteira de Trabalho ou documento que comprove a extinção do vínculo de trabalho.

Correspondentes Caixa Aqui e Lotéricas

Valores até R$ 3.000 com documento de identificação do trabalhador, Cartão do Cidadão e senha.

Autoatendimento

Valores até R$ 1.500,00, o saque pode ser realizado somente com a senha do Cartão do Cidadão e para valores entre R$ 1.500,01 e R$ 3.000,00, o saque pode ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha.

 

Comércio

O varejo gaúcho espera, ansiosamente, por 70% deste montante. Ou seja, pouco mais de R$ 1,8 bilhão. Seja para pagamento de contas atrasadas, seja para novas compras.

– Será um dinheiro muito importante para não fecharmos mais lojas e até gerar empregos. – comenta o presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Vilson Noer.

Uma boa comparação: o 13º salário injetou R$ 6 bilhões na economia, lembra o empresário.

O restante do dinheiro deve ir para aplicações financeiras. Quem tem direito deve sacar. A rentabilidade do FGTS é muito baixa.

voltar
© Copyright 2019