Geferson não preocupa para o jogo contra o Santa Fé

Chefe do departamento médico doInternacional, o Dr. Marcelo Otton conversou com Luciano Périco, Sérgio Boaz e Rafael Cechin no programa Hoje nos Esportes desta segunda-feira (25). Segundo ele, a lesão que Gefersonsofreu no ombro no último sábado (23), em São Januário, não preocupa.  

“Geferson tem desde o tempo das categorias de base um problema de luxação do ombro, muitas pessoas convivem com isso de uma forma natural, é comum. Vemos muitos jogadores que inclusive colocam sozinhos o ombro no lugar, que é o que chamamos de redução”, explicou.

O médico lembrou que o lateral queria voltar para o jogo depois de ter recolocado o ombro de volta no lugar, que ele treinou normalmente nesta manhã e que uma proteção será usada no local para evitar outra lesão. O atleta ainda necessita de uma reavaliação, mas à princípio ele joga contra o Santa Fé, na próxima quarta-feira (27).

Sobre a fratura na mão de D'Alessandro, Marcelo explicou que sempre que se tem uma fratura, ela fica estabilizada e tende a cicatrizar. Primeiro se tenta imobilizar para deixar o osso consolidar a fratura, caso não dê certo, se faz o tratamento cirúrgico.

“O osso da mão cicatriza muito rápido, em duas ou três semanas podemos avaliar se cicatrizou ou não, o D’Alessandro não completou esse tempo ainda, faz 12 dias que se lesionou. Não podemos saber se ele vai ou não para a cirurgia pois não ocorreu a reavaliação ainda”, disse. 

voltar
© Copyright 2019