Gestores educacionais lançam novo Referencial Curricular Gaúcho

A Secretaria da Educação (Seduc), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), e o Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinepe-RS) lançam o Referencial Curricular Gaúcho nesta quinta-feira (12). A cerimônia para apresentar a nova plataforma educacional ocorrerá durante o 1º Seminário Estadual da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O encontro ocorre no Auditório do Ministério Público Estadual, às 13h30.

Com foco na qualificação do currículo, sobretudo na qualidade da educação básica, os gestores educacionais irão se reunir para criar uma base comum curricular integrada entre as redes municipal, estadual e privada, que deverá ser implantada em 2019. O objetivo é trabalhar temáticas regionais como história, cultura e diversidade étnico-racial, de forma a complementar à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Inicialmente, as mudanças irão ocorrer na Educação Infantil e no Ensino Fundamental.

Para a diretora do Departamento Pedagógico da Seduc, Sônia Rosa, a implementação da BNCC e a construção do Referencial Curricular Gaúcho permitirão um olhar mais atento aos fenômenos sociais, políticos e culturais do Estado. "O Referencial será um balizador na construção dos currículos nas escolas. Podem entrar questões de variação linguística, danças folclóricas, fauna e flora, história, artistas gaúchos, o que for regional e importante para as instituições de ensino do Rio Grande do Sul", explica.

Referencial curricular

O governo do Estado irá publicar uma portaria para constituir uma comissão de 22 professores representando a Seduc, a Undime e o Sindicato do Ensino Privado no Rio Grande do Sul (Sinepe/RS) para debater o novo currículo. Posteriormente, será criado um site para que professores das três redes ofereçam sugestões de assuntos a serem trabalhados no novo currículo. As consultas públicas estão previstas para ocorrer até o final do mês de junho.

Texto: Diego da Costa/Seduc

voltar
© Copyright 2019