Governo recebe dois pedidos para reconsiderar bandeira no mapa do distanciamento controlado no RS

O governo do Rio Grande do Sul informou, neste domingo (25) que recebeu dois pedidos de reconsideração à classificação preliminar do mapa do distanciamento controlado. Os recursos são de associações de regiões classificadas em vermelho, que pedem a bandeira laranja.

Na versão preliminar divulgada nesta sexta-feira (23), Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo estão com classificação de risco epidemiológico alto para o coronavírus. As outras 18 regiões estão em bandeira laranja, de risco médio. Bagé, Cachoeira do Sul e Palmeira das Missões apresentaram piora nos indicadores e deixaram a bandeira amarela, de risco baixo.

Os recursos serão analisados pelo Gabinete de Crise. O mapa definitivo será divulgado nesta segunda (26) e passa a valer entre 27 de outubro e 2 de novembro.

O sistema de cogestão do Distanciamento Controlado tem 18 regiões Covid que adotam protocolos alternativos às bandeiras definidas pelo governo. A penas Uruguaiana, Bagé e Guaíba não aderiram ao sistema compartilhado.

As regiões em cogestão classificadas em bandeira vermelha podem adotar regras de bandeira laranja, e as classificadas em laranja podem adotar protocolos de bandeira amarela, basta que enviem protocolos próprios adaptados à Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam).

Bandeira Vermelha

 

  • Cruz Alta
  • Ijuí
  • Santo Ângelo

 

voltar
© Copyright 2019