Grêmio cria pouco, leva 2 a 0 do Caxias e estreia no Gauchão com derrota

O Grêmio iniciou o Gauchão 2020 com derrota. Na noite desta quarta-feira (22), o Tricolor teve uma atuação fraca e foi derrotado pelo Caxias por 2 a 0. O atacante Tilica e o lateral-direito Ivan marcaram os gols do time da Serra, que mostrou bom futebol diante de pouco mais de 11 mil torcedores na Arena.

 

Em um campeonato curto como o Gauchão, em que os semifinalistas do primeiro turno serão definidos em apenas cinco rodadas, o Grêmio precisará reagir rápido. O Tricolor retorna a campo no próximo domingo, às 16h, para enfrentar o Brasil-Pel, no Bento Freitas.

 

Diferentemente do planejamento inicial da direção, o Grêmio iniciou o Gauchão utilizando seu time principal. Velhos conhecidos da torcida, como o zagueiro Kannemann, o lateral-esquerdo Cortez, o volante Maicon e os atacantes Alisson e Everton, ganharam as companhias do goleiro Vanderlei, do lateral-direito Victor Ferraz e do meio-campista Lucas Silva, os recém-contratados que começaram como titulares. Outra novidade na equipe foi a presença do garoto Patrick, que venceu a disputa com Thaciano e foi escalado por Renato Portaluppi para fazer a função de meia central da equipe.

 

O pouco tempo de preparação, apenas 14 dias de pré-temporada, pesou contra o Grêmio. O Caxias iniciou levando perigo e causando problemas para a defesa tricolor. Logo aos 3 minutos, Kannemann botou a mão na bola na entrada da área para parar uma jogada e foi amarelado, o que cobrou o preço logo em seguida.

 

Aos 10 minutos, o estreante Lucas Silva tentou tocar para Alisson no meio de campo, mas errou o passe e entregou a bola nos pés de Gilmar. O camisa 9 do Caxias tocou para Tilica, que passou por Kannemann — que não pôde fazer a falta para parar o lance por estar amarelado —, driblou Vanderlei e mandou para o gol vazio para abrir o placar: 1 a 0.

 

O gol cedo dos visitantes obrigou o Grêmio a acelerar o ritmo para em busca da virada. A falta de ritmo de jogo da equipe gremista ficou clara. O Tricolor teve bastante dificuldade e poucas vezes conseguiu superar a marcação do Caxias ao longo do primeiro tempo.

 

O goleiro Marcelo Pitol participou fazendo apenas intervenções. O Caxias ainda teve uma boa chance para o segundo gol aos 39, mas Tilica acabou caindo na área na tentativa de driblar Vanderlei. Os jogadores grenás chegaram a pedir pênalti, mas Leandro Vuaden, bem posicionado, mandou o lance seguir.

 

Na volta do segundo tempo, o Grêmio seguiu com problemas para criar jogadas e passou a sofrer ainda mais com os contra-ataques do Caxias. Aos 8 minutos, após cruzamento de Ivan do lado direito, Gilmar ganhou de David Braz e cabeceou raspando a trave esquerda de Vanderlei, que estava completamente batido no lance.

 

Renato Portaluppi tentou aumentar o poder de criação do setor ofensivo tricolor com a entrada de Ferreira no lugar do Patrick aos 18. Um minuto depois, porém, o Caxias chegou ao segundo gol. O lateral-direito Ivan bateu direto uma falta da intermediária e contou com a demora de Vanderlei para reagir para ampliar a vantagem.

 

Com o placar de 2 a 0 contra, Renato fez mais uma mudança ofensiva. O garoto Isaque entrou no lugar do volante Lucas Silva aos 24 e se juntou a Luciano no centro do ataque. O jogo então virou de ataque contra defesa. Em vantagem, o Caxias começou a aproveitar cada oportunidade para fazer cera e ganhar tempo.

 

Na base do abafa, o Tricolor passou a cruzar muitas bolas para a área de ataque. Em um desses cruzamento, Luciano testou com força e Marcelo Pitol fez grande defesa para manter o 2 a 0 para o Caxias, placar final do primeiro jogo do time principal do Grêmio em 2020.
voltar
© Copyright 2019