Grêmio enfrenta a Chapecoense na busca da liderança nesta quarta-feira

O confronto contra a Chapecoense, na quarta-feira, na Arena Condá, é considerado pelo meia Giuliano como um dos mais complicados do Brasileirão. Depois de perder para os catarinenses nos dois jogos em 2015, o jogador do Grêmio alertou para a qualidade do adversário e para a necessidade de concentração total no oeste catarinense.

“A Chapecoense é uma das equipes mais organizadas do Campeonato Brasileiro. Daí as pessoas dizem, 'bom, mas é a Chapecoense'. Em termos de tradição, é a Chapecoense. Mas eles têm uma equipe muito bem montada e bem treinada", disse Giuliano. "Até a última rodada era a equipe a ser batida porque estava invicta. Temos que ter respeito. Vai ser um jogo difícil. Ano passado deixamos pontos importantes, então, temos que ir muito concentrados e preparados para conseguir superar o time deles”, declarou.

 

 

Com as dificuldades de escalar o meio de campo, o jogador se colocou à disposição do técnico Roger Machado para atuar um pouco mais recuado. O posicionamento não é novidade para Giuliano. "Fiz essa função outras vezes no decorrer do jogo e em outras oportunidades. Ás vezes, precisamos ter um pouco mais de saída de trás e acabo recuando um pouco. É uma função que sei fazer", admitiu o meia. "Tenho as características, pois sou um jogador móvel. Estou na expectativa de jogar e, se o Roger optar por eu nessa função, farei com o maior prazer e tentando ajudar”, afirmou.

 

A partida contra a Chapecoense é válida pela 8ª rodada do Brasileirão. O Tricolor deve ter a seguinte escalação nesta quarta-feira: Grohe; Edílson, Geromel, Wallace Reis e Marcelo Hermes; Walace, Kaio (Jaílson), Douglas, Giuliano e Éverton e Luan. 

voltar
© Copyright 2019