Grêmio joga bem e vence Ypiranga por 2 a 0 na estreia no Gauchão

Descontada a chuva forte, presente na maior parte do jogo, foi sem sobressaltos a arrancada do Grêmio em 2017. Na noite desta quinta-feira, o time de Renato Portaluppi estreou no Gauchão com vitória por 2 a 0 contra o impetuoso Ypiranga, na Arena. Foi o primeiro passo do pentacampeão da Copa do Brasil na tentativa de retomar a hegemonia do futebol gaúcho.Aparentemente sem pressa, como que para dosar energias no começo de um ano puxado, o Grêmio trocava passes laterais, esperando por uma brecha para avançar. Mais objetivo, o Ypiranga foi o primeiro a chutar, aos 16 minutos, com Maycon, para defesa de Grohe. A resposta veio com Luan, sem perigo. Aos 20 minutos, sim, um bom chute, desta vez de Ramiro, de fora da área, que Carlão mandou a escanteio. Parecia a senha para que a equipe despertasse.

A pressão aumentou. Aos 22, Carlão salvou no alto cabeceio com estilo de Geromel, em falta batida por Douglas. Já chovia muito, mas a troca de passes do Grêmio tornava-se mais rápida e envolvente. Faltava apenas maior frequência nos avanços pelos lados do campo. O que, no caso do estreante Leonardo, até se admitia, pela natural timidez. Quando conseguia se livrar da pressão, o Ypiranga infiltrava-se pela esquerda, com o habilidoso Michel, que tentava ocupar o espaço aberto pelos avanços de Leonardo. De resto, a proposta ofensiva era toda do dono da casa.

Aos 32, Tairone quase marcou contra em chute rasteiro de Douglas, após tabela com Pedro Rocha. Por fim, a 34 minutos, em escanteio batido por Luan, Henrique, assediado por Marcelo Oliveira, marcou contra, de cabeça. Foi o primeiro momento de alegria da torcida do Grêmio na temporada.Sem se abater, o Ypiranga ainda fez uma nova investida, que resultou no forte chute de Maycon, que acertou o travessão, com Grohe vencido. Em seu primeiro avanço na partida, Leonardo arriscou o chute da intermediária, a 40 minutos, mas sem perigo. O primeiro tempo se encerraria com uma providencial defesa de Marcelo Grohe, em cabeceio de Michel.

O ritmo do Grêmio voltou a cair no recomeço da partida. Com o agravante de que a defesa mostrava fragilidade em bolas erguidas na direção da área. Reforçado na marcação, o Ypiranga também tirava os espaços para a criação de Douglas. Apesar da vitória parcial, o time não se mostrava totalmente tranquilo.

Renato, então, trocou o estreante por Fernandinho. Recuou Ramiro para a lateral e tornou sua equipe mais vertical. Uma decisão acertada, cujo resultado prático logo se viu. A 21 minutos, depois de tabela com Pedro Rocha, Fernandinho ingressou na área e venceu Carlão com um chute rasteiro: 2 a 0 e, enfim, o alívio.Renato, então, aproveitou para fazer experiências. Primeiro, trocou Douglas por Bolaños. Depois, Pedro Rocha por Everton. Altenativas que, seguramente, serão muito testadas ao longo das cinco competições oficiais de 2017. Como a Libertadores é a prioridade, o técnico sabe que, em alguns momentos, precisará se valer de uma formação alternativa. A vitória na arrancada o credencia a isso.

GAUCHÃO — 1ª RODADA — 2/2/2017

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Leonardo (Fernandinho, 16'/2º), Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson e Maicon; Ramiro, Douglas (Bolaños, 26'/2º) e Pedro Rocha (Everton, 31'/2º); Luan.
Técnico: Renato Portaluppi

YPIRANGA
Carlão; Marcio, Tairone, Carlão e Vinícius; Henrique (Hadrian, 37'/2º), Araújo, Diego Torres e Gabriel Araújo (Eder, int); Maycon (Kaio, 17'/2º) e Michel.
Técnico: Carlos Moraes

Gols: Henrique, contra (G), a 34 minutos do primeiro tempo e Fernandinho (G), a 21 do segundo
Cartões amarelos: Henrique (Y), Maicon, Douglas, Pedro Rocha (G)
Arbitragem: Roger Goulart, auxiliado por Jorge Bernardi e Michel Stanislau.
Público: 12.731
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

PRÓXIMO JOGO — GAUCHÃO
5/2/2017, domingo, 17h
CAXIAS X GRÊMIO

GAÚCHA

voltar
© Copyright 2019