Grêmio perde e Inter vence pela Libertadores da América

No Chile, Grêmio não impõe seu jogo e acaba superado pelo Universidad Católica.

A noite foi de Libertadores para os gremistas, mas a vitória infelizmente não veio. O Tricolor entrou em campo, no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, no Chile, para enfrentar o Universidad Católica, em partida válida pela 3ª rodada do Grupo E. Com uma equipe alternativa, devido a alguns desfalques, o Grêmio não conseguiu impor seu ritmo, teve um jogador expulso  e saiu derrotado pelo placar de 2 a 0.

Os primeiros 45 minutos foram de uma partida muito disputada, mas com uma leve superioridade chilena. Logo nos primeiros segundos, o time de Santiago pressionou e chegou ao ataque com um lance pela direita. Lescano foi a linha de fundo e cruzou para dentro da área, mas a zaga gremista cortou para escanteio. Depois da cobrança, foi a vez de Push finalizar, para a defesa de Vanderlei no centro da meta.

Mas o Grêmio deu a resposta de imediato, com Luiz Fernando da direita, após ser lançado por Matheus Henrique. O atacante passou em velocidade pela marcação, trabalhou com Isaque e, de dentro da área, finalizou, mas mandou para fora. O lance ainda foi anulado por impedimento.

Passados 16’, o Universidad Católica criou uma nova oportunidade com Huerta, que da intermediária arriscou de longa distância, mas o goleiro gremista conseguiu fazer a defesa. Aos 29’, os donos da casa levaram novamente perigo ao construírem a melhor chance de gol da partida. Após tabelar com Pinares, Fuenzalida recebeu e chutou de fora da área, acertando o poste. Vanderlei ainda raspou na bola e desviou, cedendo escanteio.

Tentando sair para o jogo, o Tricolor ameaçou aos 36 minutos. Alisson desceu em velocidade pela esquerda, driblou a marcação e ao ir a linha de fundo, acabou pressionado pelo defensor e caiu no gramado, deixando a bola se perder pela linha de fundo.

Três minutos depois, quase que os chilenos abriram o marcador, com Zampedri, que recebeu um lançamento no meio e invadiu a área, ficando cara a cara com Vanderlei. Preciso, o arqueiro gremista saiu para a defesa e impediu o gol. Ainda no primeiro tempo, já na reta final da partida, Geromel dividiu com o atacante e lesionou, deixando o gramado, sendo substituído por Rodrigues.

O Católica conseguiu abrir o placar aos 43’. Rebolledo cruzou da esquerda, houve o desvio no primeiro poste e a bola chegou a Zampedri, que dominou e chutou de canhota, mandando para o fundo das redes. Os donos da casa ainda conseguiram ampliar o placar três minutos depois, com Pinares, que depois de erro da defesa tricolor, conseguiu dominar e encobrir Vanderlei, que não conseguiu defender.

O time chileno voltou para a etapa complementar ainda superior. Nos minutos iniciais, Puch serviu  Zampedri dentro da área, que tentou a finalização, mas dividiu com David Braz e caiu no gramado. O Tricolor respondeu em contra-ataque com Matheus Henrique, avançando pela meia direita, mas ao bater dentro da área, acabou carimbando a marcação, com 5 minutos jogados.

Aos 9 minutos, o Universidad criou novamente e por pouco não marcou o terceiro gol. No lance, Aued recebeu um cruzamento preciso da direita e chutou forte a gol, mandando pra fora. Já aos 15’, após cobrança de escanteio, a bola passou por todo mundo, quicou na área e saiu com perigo. Por pouco. Já o Grêmio tentou responder com David Braz em uma cobrança de falta. O zagueiro mandou direto, mas pegou muito embaixo da bola e ela foi para fora.

Mais pressão na área gremista.
Os chilenos tentaram novamente com um chute forte de Aued. O goleiro gremista defendeu, mas deu rebote e Zampedri se aproveitou, tentando completar a gol, mas Vanderlei mais uma vez defendeu.

Aos 24’, os gremistas tentaram com uma jogada de Robinho, que encontrou Alisson na esquerda. O atacante rolou para Diego Souza, que finalizou forte, mas isolou. Depois, foi a vez de Matheus Henrique cruzar na área, na cabeça do centroavante, que cabeceia, mas Dituro defendeu com tranquilidade.

David Braz acabou expulso da partida após cometer uma falta sobre atacante chileno e levar seu segundo cartão amarelo. Núñez cobrou a falta, mas mandou por sobre a meta, na reta final da partida.

A próxima partida da equipe na Libertadores será na quarta-feira, dia 23, um clássico Gre-Nal.
Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

Inter vence o América de Cali-COL no Beira-Rio

VITÓRIA COLORADA! Em jogo de dois tempos distintos, o Clube do Povo marcou no último minuto regulamentar e superou o América de Cali-COL, por 4 a 3, no Beira-Rio. Válido pela terceira e última rodada do primeiro turno da fase de grupos, o confronto, iniciado às 19h15, teve Abel Hernández e Boschilia como artilheiros colorados, dois gols para cada. Com o resultado, o Inter chega a sete pontos e lidera a chave E.

Bem-vindo, artilheiro Abel Hernández! O uruguaio debutou profissionalmente na Libertadores da América nesta quarta-feira, e precisou de apenas 44 segundos para abrir o placar para o Clube do Povo, concluindo exuberante trama de Rodrigo Lindoso e Uendel. O tento, mais rápido da história do Inter na principal competição de clubes da América, representou com perfeição o início avassalador do time de Coudet, que ampliou, aos 18, com Boschilia, servido pelo charrua companheiro.

O América de Cali descontou assim que reiniciado o confronto. Adrián Ramos, centroavante de passagens pelo futebol europeu, marcou para os visitantes logo aos três, definindo a característica mais marcante da etapa final: a tensão. Poucas foram as oportunidades criadas pelas duas equipes até a casa dos 20 minutos, quando o Inter chegou perto de ampliar em falta cobrada por Leandro Fernández. A resposta visitante chegou aos 32, instante em que Moreno empatou.Como um Rolo Compressor, o Clube do Povo seguiu empilhando oportunidades após abrir vantagem de dois gols no escore. Apesar da pressão colorada, porém, foi dos visitantes o terceiro gol marcado nesta noite no Beira-Rio. Vergara descontou aos 27, mas pouco pôde comemorar, afinal de contas, Abel, de novo ele, voltou a balançar as redes colombianas.

De cabeça, o uruguaio pegou rebote de testaço de Lindoso, que explodira no travessão, e completou para a meta aberta, dando números finais para o primeiro tempo: Inter 3 a 1.Restou ao Inter, por óbvio, adotar postura ainda mais ofensiva, evidenciada na entrada de D’Alessandro no lugar de Lindoso. Dos pés do camisa 10 alvirrubro surgiu, aos 46, jogada finalizada por Boschilia. Testando cardíacos, o camisa 21 arrematou de fora da área, a bola desviou na zaga rival e tomou como endereço o contrapé de Chaux que, plantado no chão, assistiu ao quarto e último gol colorado na noite.

Site : Internacional

voltar
© Copyright 2019