Grêmio quer reencontrar o futebol

O técnico Renato Portaluppi jogou a toalha no Brasileirão após a derrota por 1 a 0, quarta-feira, em casa, para o Cruzeiro. A partir de agora, o Grêmio utilizará as partidas pelo Nacional para dar ritmo aos jogadores que estão em processo de recuperação e para reencontrar o bom futebol apresentado no primeiro semestre. Neste domingo, às 19h, no Paraná, o adversário será o Coritiba. Em crise, o Coxa não vence há oito jogos. A principal esperança para voltar a atuar bem está nos pés de Luan. O meia-atacante deverá voltar a jogar somente diante do Corinthians, na próxima quarta-feira, em São Paulo, exatamente, uma semana antes da primeira partida da semifinal da Copa Libertadores, diante do Barcelona de Guayaquil. O Tricolor adota cautela por receio de novo problema muscular e por isso prepara o retorno do camisa 7 às vésperas do duelo diante dos equatorianos, no próximo dia 25. Se a previsão se confirmar, Luan fechará 40 dias longe do time. "Para o jogo em Guayaquil, o Luan terá condições. Mas ele precisa jogar antes. Jogador parado por um longo tempo dificilmente volta em plenas condições. A minha expectativa é de que o Luan possa jogar já contra o Corinthians, depois contra o Palmeiras, que é três dias antes da partida pela Libertadores", comentou Odorico Roman, vice-presidente de futebol gremista. Em 7 de setembro, o meia-atacante sentiu um problema muscular na coxa direita. A primeira avaliação indicou edema muscular, um grau abaixo do considerado lesão. Dias depois das quartas de final da Libertadores, Luan teve diagnosticado estiramento de grau um – em uma escala que vai até três. E ficou fora desde então. "Eu tenho certeza que a prioridade total é a recuperação dos jogadores. Tirar todo mundo do departamento médico. O jogador precisa sair, pegar ritmo, jogar. Esse é o nosso maior problema, faltam três jogos e é importantíssimo ter todo mundo treinando", disse Portaluppi.

Jornal do Comércio 

voltar
© Copyright 2019