Greve no Detran impede realização de 12 mil exames em uma semana

greve dos servidores do Detran, que completa uma semana nesta segunda-feira (18), impediu a realização de cerca de 12 mil exames teóricos e práticos de direção veicular no Estado. A estimativa é do Sindicato dos Servidores (Sindet), que afirma que a adesão aumentou e chega a 90% da categoria. Também não estão ocorrendo as fiscalizações da Operação Balada Segura. De acordo com o presidente do Sindet, Maximilian da Rocha Gomes, com a paralisação, cerca de 150 abordagens deixaram de ser feitas por dia desde o começo da mobilização.

Conforme o Detran, a paralisação afeta as áreas administrativas, técnicas e jurídicas, bem como a aplicação de exames teóricos e práticos. Os candidatos que tiveram as provas teóricas ou práticas canceladas devem fazer o reagendamento no Centro de Formação de Condutores (CFC). 

Segundo o Sindet, a paralisação seguirá por tempo indeterminado, já que o governo ainda não apresentou uma proposta desde a última reunião com os grevistas, na quinta-feira passada. O governo pediu prazo para realizar estudos e apresentar, ainda nesta semana, um cronograma de execução de algumas das pautas da categoria. 

Os servidores pedem a reposição das perdas salariais de 26,75%, correspondente ao período de julho de 2012 a maio de 2016, a efetivação das promoções e progressões, além da implementação de auxílio-refeição de R$ 19,09, sem coparticipação dos funcionários. 

voltar
© Copyright 2019