Inter atropela a Chapecoense na volta do público ao Beira-Rio e segue na cola do G6 do Brasileirão

O reencontro com a torcida não poderia ter sido melhor para o Inter. Em uma bela manhã de domingo de sol em Porto Alegre, o colorado deu show. Atropelou a lanterna Chapecoense pelo placar de 5 a 2, com direito a hat-trick de Yuri Alberto. Com o resultado, o Inter mantém a perseguição ao G6 do Brasileirão, indo a 37 pontos, na sétima colocação, com um ponto e um jogo a menos que o Corinthians, o 6°.

Avassalador, o Inter construiu a goleada já no primeiro tempo. Yuri Alberto marcou três vezes na etapa inicial, e Taison, que também teve grande atuação, complementou. Na etapa final, o jovem Matheus Cadorini fez o dele. Mike marcou duas vezes para os visitantes.

O Inter volta a campo na quarta-feira, quando enfrenta o América-MG, às 21h30min. A partida, válida pela 26ª rodada, acontece no Beira-Rio.

Primeiro tempo avassalador do Inter

O Inter veio a campo para a volta do público no Beira-Rio sem grandes surpresas. Mais uma vez com Edenilson à serviço da Seleção Brasileira, o titular foi Mauricio. Na lateral direita, Saravia foi o escolhido. Diego Aguirre voltou a optar por Rodrigo Lindoso junto a Rodrigo Dourado na volância, e Yuri Alberto no comando de ataque.

E, logo no primeiro ataque, o Inter abriu o placar. Com uma verdadeira bliz no campo da Chapecoense, a bola chegou até Mauricio, que arriscou de longe. O goleiro João até fez boa defesa, mas ela sobrou na pequena área. Patrick se embolou com o zagueiro, que acabou escorando para trás. A bola se apresentou para Yuri Alberto, que finalizou forte, no alto, para marcar seu primeiro gol com a presença de público com a camisa do Inter.

Em alta voltagem, o Inter não deixou a Chapecoense respirar. Aos 6 minutos, ampliou o marcador. Os visitantes perderam a bola no campo de ataque, e Patrick engrenou em velocidade pela esquerda. Foi até o fundo, e fez cruzamento na medida para Taison. O atacante dominou na entrada da área e finalizou cruzado, sem chances para o goleiro João, para fazer 2 a 0.

Com a vantagem construída muito cedo, o Inter encontrou espaço para contra-atacar. Assim, um dos jogadores mais acionados foi Saravia. Com ele e com Mauricio, o ataque colorado envolveu a defesa da Chapecoense pelo setor direito, criando jogadas de perigo em sequência pelo flanco.

Com facilidade, o Inter chegou ao terceiro gol, aos 35 minutos. Em mais uma bela enfiada de bola de Taison, que fez grande primeiro tempo, ele encontrou o centroavante Yuri Alberto livre, na cara de João. Ele só teve o trabalho de tocar com categoria para deslocar o goleiro da Chapecoense.

Ainda na primeira etapa, o centroavante colorado chegou ao hat-trick. Aos 39 minutos, Moisés fez grande jogada pela esquerda, e limpou com categoria a marcação da Chape. Ele cruzou, e a zaga até colaborou, sem conseguir cortar. Aí, o centroavante não perdoa. Mandou para as redes para anotar seu terceiro no jogo e levar o colorado com a vantagem de 4 a 0 ao intervalo, que poderia ser ainda maior se mais uma bola na rede do centroavante não tivesse sido anulada por uma falta marcada pelo árbitro na origem da jogada, no último lance.

Segundo tempo de poucas emoções

Com o resultado encaminhado já no primeiro tempo, o técnico Diego Aguirre se deu ao luxo de fazer três trocas no intervalo, com direito até a um teste. Sacou o artilheiro da manhã, Yuri Alberto, para a entrada do jovem Matheus Cadorini no comando de ataque. Também sacou Rodrigo Dourado para a entrada de Boschilia e colocou Heitor no lugar de Saravia.

E o garoto soube aproveitar a chance dada pelo comandante. Após escanteio pela esquerda, em jogada construída por Patrick, ele subiu mais alto que a zaga da Chapecoense e testou firme para as redes, fazendo 5 a 0 para o Inter aos 12 minutos da etapa final.

Três minutos depois, e muito por conta da desatenção já com a goleada e a vitória encaminhada, o Inter acabou sofrendo um gol de desconto. Matheus Ribeiro achou bom passe para Geuvânio, que cruzou da esquerda. Mike dominou dentro da área e bateu no canto esquerdo, sem chances para Daniel, fazendo o de honra para os visitantes.

Depois disso, pouco aconteceu na partida. Com o forte calor fazendo efeito, as duas equipes já cansadas e o placar definido, o ritmo de jogo caiu, e ambos os times já se poupavam para o próximo compromisso. No fim, ainda houve tempo para Mike anotar de novo, descontando para a Chape. Mesmo assim, o Inter confirmou o triunfo e seguiu em perseguição ao G6 do Brasileirão.

Campeonato Brasileiro – 25ª rodada

INTER 5
Daniel; Saravia, Bruno Mendez, Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Lindoso, Mauricio, Taison e Patrick; Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre

CHAPECOENSE 2
João; Matheus Ribeiro, Ignácio, Jordan e Mancha; Geuvânio, Moisés Ribeiro, Renê Jr. e Denner; Mike e Bruno Silva. Técnico: Pintado

Gols: Yuri Alberto (1, 35, 39/1T), Taison (6/1T), Matheus Cadorini (12/2T), Mike (15, 36/2T)

Cartões amarelos: Daniel, Moisés (Inter); Jordan (Chapecoense)

Arbitragem: Alisson Sidnei Furtado

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 10/10, às 11h

Público total: 8506

Renda: R$ 474.842,00

voltar
© Copyright 2019