Inter joga mal, perde para o Juventude e segue fora do G6

Sem apresentar um bom futebol, o Inter foi derrotado pelo Juventude por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no estádio Alfredo Jaconi, na 31ª rodada do Brasileirão e desperdiçou a chance de entrar na zona de classificação para a Libertadores. Com o resultado, o Colorado segue na sétima colocação, com 44 pontos, distante três do Corinthians, que também perdeu e permanece em sexto.

Do lado do Verdão da Serra, a vitória renova o ânimo na luta contra o rebaixamento e complica a situação do Grêmio no Z4. O time jaconero permanece entre os quatro piores, mas sobe para 33, abre quatro do Tricolor e encosta no Bahia, que tem 36. A partida foi movimentada em Caxias do Sul, mas sempre com mais iniciativa dos donos da casa. Dawhan, em lance com intervenção do VAR, abriu o placar aos 20 minutos da segunda etapa. Aos 40, em lance de infelicidade, Paulo Victor marcou contra. O jovem Matheus Cadorini descontou para o Colorado, que ainda reclamou de pênalti não marcado no fim.O Inter teve em seu goleiro Marcelo Lomba um dos grandes protagonistas da primeira etapa. O jogo foi franco desde o primeiro minuto e ambos os times criaram oportunidades para abrir o placar. No caso do Verdão da Serra, as chances pararam na boa atuação do arqueiro colorado. Logo aos seis minutos, Lomba defendeu cabeçada do atacante Ricardo Bueno, livre na área. O Colorado respondeu em finalização cruzada de Yuri depois de erro na defesa do Ju. Forster perdeu a bola para Mercado dentro da área.

Aliás, erros defensivos não faltaram. Aos 19, o zagueiro Bruno Méndez furou em bola e ela sobrou com Ricardo Bueno, que bateu forte para nova defesa de Lomba. O goleiro ainda se recuperou rapidamente no rebote. Pouco antes, o VAR entrou em ação em entrada de Mercado em Castilho. O zagueiro colorado chegou por cima da bola e o árbitro de vídeo recomendou revisão. No campo, Bruno Arleu de Araújo entendeu que era somente para amarelo.

A criação colorada passou pelos pés do meia Carlos Palacios. Novidade na escalação, o jogador chileno conseguiu boas conexões com Mauricio no ataque. Na melhor delas, o meia finalizou em cima da marcação já na pequena área. Faltou tranquilidade na hora do chute. Antes do final do primeiro tempo, ainda deu tempo de mais emoções, dando o tom do quanto franca foi a partida. Sorriso cruzou e Castilho, sem marcação, testou forte para Lomba operar milagre na chance mais clara do jogo aos 35 minutos. Nos acréscimos, foi a vez de Mauricio quase marcar para o Inter. Ele recebeu pelo meio, fintou bem a marcação e mandou a bola na trave do goleiro Douglas. Assim, o 0 a 0 seguiu.

Falhas decidem jogo

O ritmo acelerado não voltou do intervalo. Sem trocas, os times truncaram o duelo e poucas oportunidades apareceram. Emoção mesmo surgiu somente aos 20 minutos. Castilho bateu falta na cabeça de Dawhan, que testou sem chances para Lomba no ângulo. No campo, o assistente marcou impedimento. Depois de longa análise no VAR, o gol foi confirmado para os donos da casa para alegria e sorrisos de Jair Ventura.

Em desvantagem, o técnico Aguirre mexeu no time. Boschilia ingressou no lugar de Mercado, mudando o sistema de jogo. Antes do gol, Gustavo Maia e Johnny entraram nas vagas de Mauricio e Lindoso. As alterações, entretanto, não alteraram o panorama. O time colorado caiu bastante ofensivamente na segunda etapa.

Num lance de infelicidade, aos 40 minutos, o jovem lateral Paulo Victor marcou contra após cruzamento de Sorriso. Ele conseguiu se redimir praticamente na sequência e colocou a bola na cabeça do jovem Matheus Cadorini, que entrou na vaga de Edenilson e descontou para o Inter. No final, ainda existiu um lance de pôlemica aos 50 minutos. Cuesta levantou na área e o goleiro Douglas se atrapalhou no lance, dividindo a bola com Dourado dentro da área em um carrinho. O juiz esperou a análise do VAR e não assinalou a penalidade. No escanteio, a bola passou por todo mundo e a vitória do Ju estava consumada.

Campeonato Brasileiro – 31ª rodada 

Juventude 2

Douglas; Michel Macedo, Quintero, Forster e William Matheus; Jadson, Dawhan e Guilherme Castilho; Wagner (Wescley), Sorriso e Ricardo Bueno. Técnico: Jair Ventura.

Inter 1 

Marcelo Lomba; Mercado (Boschilia), Bruno Méndez, Cuesta e Paulo Victor; Dourado e Lindoso (Johnny); Edenilson (Matheus Cadorini), Palacios e Mauricio (Gustavo Maia); Yuri Alberto (Heitor). Técnico: Diego Aguirre. Gols: Dawhan (20min/2°T) Paulo Victor (Contra 40min/2°T) Matheus Cadorini (41min/2°T)
Cartões amarelos: Mercado, Yuri Alberto, Dourado e Edenilson (Inter) William Matheus e Quintero (Juventude)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Data e hora: Quarta-feira, 10 de novembro às 21h30min
Local: Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS

voltar
© Copyright 2019