Inter perde e Grêmio empata pelo Campeonato Brasileiro

Com a cabeça no Grenal, Inter perde segunda seguida no Brasileirão
O Inter não é o mesmo sem seu goleador Thiago Galhardo. Dois jogos poupando o artilheiro, duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro. Com a cabeça no clássico diante do Grêmio, nesta quarta-feira (23), pela Copa Libertadores, desta vez foi superado pelo Fortaleza por 1 a 0, mesmo placar sofrido diante do Goiás há uma semana, na Arena Castelão, em Fortaleza, pela 11ª rodada.
Os gaúchos, após início arrasador, mostram que o desgaste atrapalha. E que faltam peças de reposição à altura dos titulares também. Vale frisar que o centroavante peruano Guerrero, machucado, só volta daqui seis meses. E Thiago Galhardo vem quebrando o galho na frente.
O uruguaio Abel Hernández e o argentino Leandro Fernández ainda se adaptam ao futebol brasileiro. E o time comandado pelo técnico Eduardo Coudet carece de mais um armador, sobretudo após a lesão de Patrick. O Internacional estaciona nos 20 pontos e dá esperança para quem vem atrás.
O regular Fortaleza de Rogério Ceni sobe para 15 pontos, sonhando com o G4 e bem distante da zona de perigo. O técnico não esconde que a primeira missão ainda é a permanência na elite nacional.
Ciente que o Grenal pela Libertadores pode definir não apenas a classificação antecipada às oitavas de final, como a eliminação do rival, Eduardo Coudet poupou algumas peças importantes na Arena Castelão: o artilheiro Thiago Galhardo e os meias Boschilia e D’Alessandro, que entraram só no segundo tempo. O zagueiro Victor Cuesta cumpriu suspensão.
Peça vital no meio de campo gaúcho, Patrick tinha a missão de servir o reformulado ataque com o jovem Léo Ferreira e Leandro Fernández. Mas a sorte não estava a seu lado. Com somente 29 minutos, o jogador acabou substituído com dores musculares na coxa direita. Preocupação enorme para o clássico do meio de semana. Até ali, o Internacional já havia assustado com chute rasteiro de Fernández para fora.
Do lado cearense, a melhor chance da fraca primeira etapa surgiu em cabeçada de Marlon, livre, longe do alvo. As estratégias dos técnicos pareciam mais preocupadas em não perder do que em buscar o triunfo.
D’Alessandro, que só seria usado em caso de necessidade, acabou entrando no intervalo por mais um problema físico. Johnny saiu com lesão muscular na coxa esquerda. O Internacional voltava a ter um armador.
O segundo tempo começou com polêmica. Após um cruzamento, Musto cai após toque sem querer de Paulão na área. Pênalti? Após reclamação de ambos os lados e muita demora com o VAR, o árbitro optou em não marcar nada após quatro minutos de checagem.
O Internacional teve a chance de abrir o placar com forte chute de Fernández. A bola passou raspando. Não fez o gol e viu uma infelicidade de Nonato custar caro. O volante tentou afastar um cruzamento na área e serviu Felipe. O jogador do Fortaleza acertou um belo chute e fez o gol que seria decisivo. Os cearenses souberam segurar os gaúchos e festejaram muito a importante vitória.
Festa de um lado, irritação do outro. Os jogadores do Internacional reclamaram muito da arbitragem após o apito final, cobrando a marcação de dois pênaltis não marcados.
Agência Estado

Grêmio empata com o Palmeiras, na Arena, na 11ª rodada do Brasileirão

O Grêmio entrou em campo na tarde deste domingo, na Arena, para enfrentar o Palmeiras, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo com maior posse de bola e com mais oportunidades no ataque, o jogo não foi fácil. Os paulistas saíram na frente no marcador e, na reta final da partida, Ferreira anotou o gol de empate.

Os 45 minutos iniciais foram de muita disputa, mas com superioridade do Tricolor, que se movimentou melhor, defendeu bem e chegou por vezes ao ataque. Logo aos 4’, teve uma chance em cobrança de escanteio, em que Robinho colocou no meio da área para David Braz tentar o cabeceio, mas a bola acabou ficando com a defesa adversária.

Já aos 14’, uma falta frontal de longa distância. Na cobrança, Lucas Silva bateu forte, rasteiro, buscando o canto esquerdo da meta do time paulista, mas Weverton caiu para fazer a defesa, espalmando pela linha de fundo. Logo em seguida, foi a vez de Victor Ferraz receber e invadir a área pela direita. O lateral ajeitou e chutou, mas carimbou a marcação.

O Palmeiras buscou responder com uma jogada de Rafael Veiga e Willian, que por final, tentou lançamento na área, mas Vanderlei saiu do gol e segurou firme, com 20 minutos jogados. Outra oportunidade gremista saiu cinco minutos depois, quando Robinho saiu em velocidade pela meia direita e foi barrado por Rony, que deu um um carrinho no meia, que entrava na área. Na cobrança, Diego Souza bateu entre os jogadores da barreira e a bola se perdeu pela linha de fundo.

A melhor chegada ao ataque construída pelo Grêmio foi aos 38 minutos, quando Robinho e Vitor Ferraz fizeram boa combinação pela direita. O lateral recebeu e cruzou na área, Diego Souza desviou de cabeça e a bola chegou a Alisson, que chutou, mas Weverton fez boa defesa. No lance seguinte, agora em contra-ataque, Robinho deu um passe para trás para Alisson, que chegou para completar, mas acabou caindo no gramado após a dividir com  a marcação.

Já na reta final, nos acréscimos da etapa inicial, o Grêmio ainda teve uma chance em escanteio. A bola foi colocada na área, no primeiro poste, Victor Ferraz desviou de cabeça, mas a bola acabou saindo pela linha de fundo.

O Tricolor voltou com a mesma equipe para o segundo tempo, se defendendo bem e ameaçando nos contra-ataques. Logo aos 3’, criou com Alisson, que recebeu na esquerda e partiu em velocidade para o ataque, mas foi parado com uma falta de Felipe melo, logo aos 3’. Já o Palmeiras tentou arriscar de longe, com Danilo, pouco mais dos 10 minutos. Ele chutou, mas pegou mal na bola e mandou pela linha de fundo.

Os visitantes chegaram com muito perigo depois de uma falha no sistema defensivo gremista. Bruno Henrique recebeu na direita, partiu para o meio e chutou no canto direito de Vanderlei, mas a bola saiu, raspando a trave. Aos 23’, foi a vez do Grêmio. Alisson saiu em velocidade, conduziu a bola pela direita, chegou próximo a área e chutou forte. A bola saiu pela linha de fundo, com perigo.

Em uma nova oportunidade construída pelo time paulista, efetividade. Viña fez um cruzamento para Raphael Veiga, que mandou de primeira e Vanderlei não conseguiu segurar, aos 25’. Cinco minutos depois, o Tricolor buscou a reação – a bola chegou a Isaque dentro da área, que girou e tentou a finalização, mas pegou muito embaixo da bola e ela foi por cima, sem perigo.

Aos 43’, já quase no final da partida, Isaque recebeu uma bola na frente da meta e chutou, mas explodiu em Bruno Henrique.  Nos acréscimos, Ferreira recebeu na esquerda, saiu em velocidade e invadiu a área, mas a marcação cortou para escanteio. Na cobrança, Alisson colocou no primeiro poste, Ferreira desviou de cabeça e mandou para o fundo do gol, aos 47 minutos.

Com o resultado, mais um ponto na tabela da competição, com 13 pontos, assumindo a 11ª colocação.

 

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

voltar
© Copyright 2019