Inter perde para Chapecoense e aumenta pressão por vitória no Gre-Nal pela Libertadores

Cheio de desfalques, o Inter não conseguiu superar a desorganização em campo, e perdeu por 1 a 0 para a Chapecoense na Arena Condá, pela 35ª rodada do Brasileirão. O resultado mantém o time de Argel Fucks com 53 pontos e aumenta a pressão por uma vitória no Gre-Nal para ainda ter chances de ingressar na Libertadores 2016.

Os efeitos da chuva em Chapecó chegaram até no confronto da noite. Um poste que caiu nas cercanias da Arena Condá deixou o estádio sem luz – o que atrasou o início da partida em 50 minutos. O início, que estava programado para as 19h30, ocorreu somente às 20h20.

Com o campo ainda afetado pelo alagamento causado pela chuva, Inter e Chapecoense jogaram um primeiro tempo equilibrado e tiveram chances contundentes para abrir o placar. Aos 17 minutos, Paulão cabeceou perto do gol o cruzamento de Vitinho. Com meia hora de jogo, o garoto recebeu de Anderson e mandou por cima do gol.

Logo depois, a Chapecoense respondeu com Túlio. Ernando interveio e botou para o escanteio.

A igualdade do primeiro tempo não se repetiu na etapa seguinte. Por vários momentos, o time catarinense conseguiu envolver os colorados. Fora um cabeceio de Dourado defendido por Nivaldo, a Chapecoense apareceu com superioridade nas jogadas ofensivas.

Aos cinco minutos, Ernando falhou, e Maranhão aproveitou para chutar. Por pouco, a bola não entrou. Na sequência, Túlio, de cabeça, após levantamento, empurrou para o fundo do gol de Alisson. O assistente sinalizou o impedimento, e o gol foi anulado pelo árbitro.

Não bastasse o fato de a Chapecoense estar melhor na partida, Juan ainda foi expulso após falta em Túlio. O zagueiro já havia levado o cartão amarelo, e, com a nova punição, voltou mais cedo para o vestiário.

Na cobrança da falta, Dener Assunção alçou na área, e Ananias completou para abrir o placar.

Com um defensor a menos, Argel agiu para recompor o setor. Tirou Lisandro López para o ingresso de Alan Costa. Logo depois, tirou Ernando, improvisado na lateral-esquerda, e chamou Artur.

A dez minutos do final, o treinador colorado tentou melhorar a ofensividade ao colocar Alisson Farias e tirar Rodrigo Dourado. Pouco ameaçada, a Chapecoense manteve a posse e pouco ofereceu perigo ao gol colorado.

FICHA TÉCNICA:
Chapecoense 1×0 Inter
Brasileirão, 35ª rodada
Local: Arena Condá

Chapecoense: Nivaldo; Apodi, Vilson, Thiego e Dener Assunção; Bruno Silva, Cleber Santana e Camilo (Wiliam Barbio); Maranhão, Túlio de Melo e Ananias (Neném). Técnico: Guto Ferreira

Inter: Alisson; William, Paulão, Juan e Ernando (Artur); Nico Freitas, Rodrigo Dourado (Alisson Farias), Anderson e D'Alessandro; Vitinho e Lisandro López (Alan Costa). Técnico: Argel Fucks

Gol: Ananias, aos 19 minutos do segundo tempo.

Cartão amarelo: Túlio de Melo, Vilson (CHA); D'Alessandro, Juan (INT)

Cartão vermelho: Juan

voltar
© Copyright 2019