Inter perde para o São Paulo no Morumbi e adia classificação à Libertadores

O Inter foi derrotado por 2 a 1 pelo São Paulo na noite desta quarta-feira (4), no Morumbi, e deu adeus à possibilidade de terminar o Campeonato Brasileiro no G-6. Isso significa que, caso confirme a classificação para a Libertadores, o Colorado entrará na fase preliminar, e Eduardo Coudet terá de encarar com um mês de trabalho uma sequência de fases eliminatórias no torneio continental.
A vitória do São Paulo, que teve o técnico Fernando Diniz assistindo ao jogo dos camarotes por suspensão, foi construída com grandes atuações de Antony, autor do primeiro gol, e Vitor Bueno, que marcou o segundo. O Inter abusou dos erros e não teve poder de reação tendo mais um fracasso em jogos decisivos na temporada.
De volta após cumprir suspensão na vitória sobre o Botafogo, D’Alessandro começou a partida no banco. Zé Ricardo optou por manter Neilton e Guilherme Parede na equipe. A única mudança em relação ao time que iniciou o jogo contra os cariocas no final de semana foi a entrada de Nonato na vaga de Patrick.
A ideia do treinador colorado era ter velocidade pelos lados do campo com Parede e Neilton, e intensidade no meio-campo com o tripé formado por Lindoso, Edenilson e Nonato. Mas nada disso funcionou. O Inter até começou tendo a iniciativa do jogo, mas um erro de Guilherme Parede custou caro.
Em uma jogada no meio-campo, aos 15 minutos, entregou a bola nos pés de Daniel Alves, que foi rápido no toque para Igor Gomes. Cuesta tentou antecipar a jogada para fazer o corte e acabou abrindo um espaço as suas costas. Com a defesa colorada desmontada, a bola chegou a Antony, que bateu na saída de Marcelo Lomba e colocou o São Paulo em vantagem.
O Inter não soube reagir ao gol. Sem criatividade, o Colorado foi presa fácil para o São Paulo, que empilhou chances para marcar o segundo. Apenas Daniel Alves ameaçou em três oportunidades. O lateral-direito improvisado como meio-campista chegou a acertar a trave aos 31 em lance que acabou anulado por impedimento.
A única chance criada pelo time gaúcho no primeiro tempo veio aos 38 minutos. E foi em uma bela jogada que passou por Neilton, Guerrero e Edenilson até chegar a Nonato. O garoto bateu colocado e mandou perto do gol de Tiago Volpi. O Inter ainda levou outro susto antes do intervalo. Em erro de Cuesta, que foi desarmado na entrada da área, Marcelo Lomba fez uma grande defesa para impedir o gol de Pablo.
Mesmo com a atuação ruim no primeiro tempo, Zé Ricardo optou por manter a mesma equipe para o segundo tempo e logo foi castigado. Aos três minutos, o Inter teve uma falta no campo de ataque, não aproveitou e ofereceu o contra-ataque para o São Paulo. Já na entrada da área colorada, Antony driblou Heitor, que preferiu não fazer a falta, e tocou para Vitor Bueno, que mandou para o fundo das redes: 2 a 0.
Com dois gols de desvantagem, Zé Ricardo mexeu na equipe. D’Alessandro e Nico López foram chamados para entrar nos lugares de Nonato e Neilton. O Inter seguiu jogando mal, mas conseguiu descontar. Aos 24, Tiago Volpi deu rebote em chute fraco de Guerrero e a bola sobrou nos pés de Parede, que mandou para as redes: 2 a 1.
O gol de Parede deu apenas uma falsa impressão de reação de Inter que quase não voltou a oferecer perigo a Tiago Volpi e acabou derrotado. Apesar do resultado negativo, no entanto, o Colorado foi beneficiado pelo empate do Fortaleza com o Fluminense e poderá garantir a vaga na fase preliminar da Libertadores sem entrar em campo caso o Goiás não vença o Palmeiras, em Campinas, nesta quinta-feira.

Fonte: Gaúcha ZH

voltar
© Copyright 2019