Inter tenta repetir aproveitamento como visitante em casa

A semana inteira de treinos em um resort com todos os atletas concentrados acarreta algumas responsabilidades para o time do Inter. A principal delas é alcançar uma regularidade na Série B do Campeonato Brasileiro e tentar  repetir as atuações longe do Beira-Rio. Quando joga diante de seu torcedor, o Colorado tem apenas a 16ª campanha no geral. A pressão da torcida, associada às atuações irregulares, se traduz em números fracos. Com apenas uma vitória, diante do lanterna Náutico, e três empates (ABC, Juventude e Paraná), o aproveitamento é de 50%. Já longe do Beira-Rio, o Inter seria o líder da competição, após vencer Brasil de Pelotas, Figueirense e Londrina. Somam-se ainda os empates com o América-MG e o Santa Cruz. O Colorado perdeu apenas um jogo, para o Paysandu, na 3ª rodada.

O aproveitamento como visitante é de 61%. Para tentar reverter o cenário em seus domínios, Guto Ferreira terá cinco dias para ajustar o time técnica, física e psicologicamente. Além disso, o período servirá para a recuperação de alguns atletas machucados. Sem esboçar uma equipe para o duelo com o Boa Esporte, sábado, no Beira-Rio, o treinador deve começar a montar um time a partir de hoje. Com os treinos fechados no hotel Vila Ventura, em Viamão, pouco se saberá sobre como a equipe estará sendo montada. Para encarar os mineiros, Guto não contará com Uendel, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A tendência é de que Carlinhos ocupe a lateral-esquerda. Outra dúvida é se Víctor Cuesta retornará à zaga. Recuperado de uma lesão, o argentino pode voltar neste sábado. Porém, a defesa não sofre gols há três jogos. Guto terá que optar pela saída de Klaus ou Danilo Silva. Outro que deve retornar, recuperado de lesão, é o atacante Nico López. Reforçando o título de "Clube do Povo", deixando de lado o "Campeão de Tudo", o Conselho Deliberativo do clube aprovou na segunda-feira uma modalidade de "sócio popular". Na nova categoria, os torcedores pagarão mensalidade de R$ 10,00 e poderão comprar ingressos pelo mesmo valor. Para se encaixar na modalidade, deverão fazer parte de algum programa social do governo federal, receber até dois salários-mínimos ou ser aluno de escola pública. – Jornal do Comércio 

voltar
© Copyright 2019