Inter vence e assume a liderança e Grêmio empata pelo Brasileirão

Inter vence e assume a liderança do Brasileirão
Deu Internacional no duelo com cara de decisão pela liderança do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (22), no estádio Beira-Rio, o time de Eduardo Coudet abriu o placar no início do jogo e depois resistiu à pressão do Atlético-MG: 1 a 0 para o time gaúcho, agora primeiro colocado isolado. O gol do jogo foi de Thiago Galhardo, aos 7 minutos do primeiro tempo.
Com isso, o Inter chega a 12 pontos. O Atlético-MG para nos nove pontos, em terceiro. O Vasco é vice-líder nos critérios, mas reassumirá a ponta se vencer o Grêmio, neste domingo, em São Januário. O time carioca ainda tem uma partida a menos que seus concorrentes, já que não atuou na primeira rodada.
Na próxima rodada, o Internacional visita o Botafogo – partida agendada para sábado (29), às 16h (horário de Brasília), no Rio de Janeiro.
O Atlético-MG joga as finais do Campeonato Mineiro contra a Tombense, quarta-feira e domingo. No Brasileiro, o time de Jorge Sampaoli volta em 3 de setembro diante do São Paulo, no Mineirão.
O destaque da vitória do Inter foi Thiago Galhardo. O camisa 17 colorado segue em escalada dentro do time. Inteligente no lance do gol, foi ativo durante toda a partida. Chegou à oitava bola na rede na temporada e o status de vice-artilheiro do time. Importantíssimo na ausência de Paolo Guerrero, lesionado.
A decepção foi Keno. Indicado por Sampaoli, o atacante do Atlético-MG teve dificuldade para criar pelos lados e também concluir. A atuação fraca culminou com substituição cedo.
O Inter abriu o jogo com pressão e aposta na mobilidade do ataque, órfão de Paolo Guerrero. Ao que tudo indica, a estratégia de começar a partida em alta intensidade fez parte do cenário sem o peruano. Na ausência da referência, o Inter abriu o placar antes dos 10 minutos com Thiago Galhardo e, depois, aceitou a posse de bola do Atlético-MG passivamente.
Ficou à espera de espaço para contra-atacar com a velocidade de Marcos Guilherme. O problema é que o time gaúcho não conseguiu conectar com o camisa 23, discreto no duelo.
Na etapa final a armadilha ficou bem perto do próprio Inter. Pressionado, o time de Eduardo Coudet teve de mudar. Musto foi para campo dar consistência no centro e, mais tarde, D’Alessandro.
Do outro lado, Jorge Sampaoli montou 3-4-1-2 para atacar os lados e criar a partir dali. Não conseguiu.
Mariano e Arana foram autorizados a atacar, amparados pelos três homens na zaga. Mas nem eles e muito menos os meias/volantes Jair e Allan acharam espaços. Hyoran até flutuou bem entre as linhas, mas pecou ao não ser vertical. Resultado: nenhuma finalização no gol do Inter até o intervalo.
E com mudanças no intervalo, entradas de Marquinhos e Eduardo Sasha, o Atlético-MG foi mais agudo. Chegou a empilhar conclusões, uma atrás da outra, mas esbarrou na defesa do Internacional.
Inter 1 x 0 Atlético-MG
Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Cuesta, Moisés; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Boschilia (D’Alessandro), Patrick (Rodrigo Moledo); Thiago Galhardo (Peglow), Marcos Guilherme (Damián Musto). Técnico: Eduardo Coudet.
Rafael; Igor Rabello (Franco), Réver, Junior Alonso; Mariano, Jair (Eduardo Sasha), Allan, Hyoran (Bruno Silva), Guilherme Arana; Keno (Savarino), Marrony (Marquinhos). Técnico: Sampaoli.
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP).

 

Grêmio empata sem gols com o Vasco, na quinta rodada do Brasileiro

O Grêmio enfrentou o Vasco na tarde deste domingo, em São Januário, no Rio de Janeiro, em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em campo, o técnico Renato Portaluppi colocou uma equipe com algumas peças diferentes do último jogo, mas a vitória não veio, terminando empatada em zero a zero. Com o resultado, Tricolor soma um ponto e ocupa a oitava posição na tabela da competição, com 7 pontos.

A partida iniciou favorável para o Tricolor, que se manteve no campo de ataque e trabalhou bem a bola na maior parte da primeira etapa. Logo aos 5 minutos teve uma chance clara de gol, quando Pepê rolou para Alisson, que cortou a marcação e finalizou, obrigando Fernando Miguel a uma boa defesa. Na sequência, foi a vez de Pepê receber no meio e finalizar, mas a bola acabou explodindo na marcação e amortecendo para a defesa do goleiro adversário.

O Vasco respondeu em uma bola parada aos 15’, quando, após cobrança de escanteio, Fellipe Bastos desviou, acertando Lucas Silva. Os donos da casa pediram pênalti, mas o lance foi considerado normal.

Outra  oportunidade gremista surgiu passados 20 minutos, com uma falta da meia esquerda. Jean Pyerre colocou na área, mas a zaga vascaína cortou. No lance seguinte, depois de uma boa jogada coletiva, Isaque serviu Orejuela na direita – o lateral finalizou cruzado, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Já aos 34’, foi a vez de Bruno Cortez receber um passe em profundidade, ir para a linha de fundo e fazer o cruzamento, mas acabou mandando muito fechado e a bola terminou nas mãos do goleiro Fernando Miguel. Quatro minutos depois Alisson acertou a trave esquerda da meta carioca.

Na reta final da etapa inicial, Lucas Silva chutou forte, a bola explodiu na marcação e sobrou para Pepê, que tentou encobrir Fernando Miguel, mas o arqueiro vascaíno conseguiu defender.

O segundo tempo passou a ficar mais equilibrado. O Vasco conseguiu ameaçar por mais vezes nos minutos iniciais. Aos 4’, teve uma falta a seu favor da meia direita. Benítez colocou na área, mas a defesa gremista cortou bem. Mas no lance seguinte, Talles Magno saiu em contra-ataque, chegou pelo meio e, da intermediária, chutou, por sorte, mandando pela linha de fundo. Já o Tricolor tentou responder aos 7’, com uma tabela rápida de Isaque e Jean Pyerre, mas a defesa carioca conseguiu o corte.

Na sequência, o Grêmio chegou novamente, agora com uma falta na intermediária ofensiva, frontal. Lucas Silva chutou rasteiro e bateu na marcação.

Os donos da casa responderam aos 15 minutos, quando Bruno César fez uma cobrança de escanteio na área, Castán desviou e a bola, ao final, sobrou para Ricardo Graça, que chutou, mandando por cima do gol, para sorte gremista.

Aos 29’, Thiago Neves cobrou uma falta de longa distância, houve o desvio de cabeça, mas Fernando Miguel fez a defesa com segurança.

Passados 34’, o Vasco levou muito perigo a meta gremista, quando Vinicius recebeu na meia direita e chutou, buscando o canto direito de Paulo Victor. O camisa 1 fez a defesa, mandando a escanteio.

Nos minutos finais, aos 41’, o Grêmio ainda teve uma falta a seu favor. Da intermediária, de longa distância. Thiago Neves bateu, mas a bola explodiu na barreira.

Com o resultado, o Grêmio soma um ponto, chegando a 7 e na oitava posição na tabela da competição.

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

voltar
© Copyright 2019