Inter vence o Atlético-GO e confirma classificação às quartas de final da Copa do Brasil

O Inter confirmou a sua classificação para as quartas de final da Copa do Brasil. Na noite desta terça-feira (3), o time de Eduardo Coudet jogou apenas para o gasto, mas o suficiente para vencer o Atlético-GO por 2 a 1, no Beira-Rio. Os gols  foram marcados no segundo tempo. Thiago Galhardo, que saiu do banco no intervalo, abriu o placar aos nove minutos e Rodinei ampliou aos 31. Aos 39, Júnior Brandão descontou.
Classificado, o Inter conhecerá seu adversário nas quartas de final em sorteio que será realizado pela CBF na sexta-feira.  Os jogos de ida da próxima fase da Copa do Brasil vão ocorrer já na próxima semana.
Antes disso, porém, o Colorado entrará em campo no domingo, às 16h, para enfrentar o Coritiba na abertura da segunda turno do Campeonato Brasileiro, também no Beira-Rio. Suspenso pela expulsão nos minutos finais da derrota para o Corinthians, no último sábado, o artilheiro Thiago Galhardo será desfalque contra os paranaenses.

Com a vantagem do empate por ter vencido o jogo da ida, em Goiânia, o técnico Eduardo Coudet voltou a poupar titulares nesta terça-feira. Os laterais Heitor e Uendel, os volantes Lindoso e Edenilson e os atacantes Thiago Galhardo e Abel Hernández iniciaram no banco de reservas. As principais novidades da equipe foram as presenças dos garotos Johnny e Nonato no meio-campo e de Yuri Alberto no ataque.

A vantagem no placar agregado talvez tenha influenciado para o Inter adotar uma postura conservadora. Faltou dinamismo ao trio de meio-campo formado por Nonato, Johnny e Patrick para encontrar espaços entre as linhas de marcação e os atacantes Leandro Fernández e Yuri Alberto foram facilmente marcados pelos defensores goianos.

Com muitas trocas de passes lentas, o time gaúcho teve dificuldade para criar chances e fez uma partida de controle e pouca agressividade na maior parte do primeiro tempo. O Atlético-GO tampouco conseguia ter criatividade. Dentro desse cenário, o que se viu  no Beira-Rio foi um jogo de poucas ações ofensivas. A primeira finalização perigosa foi do Inter apenas aos 35 minutos, com Johnny em cruzamento de Rodinei.

Na reta final da primeira etapa, Coudet inverteu os posicionamentos de Johnny e Nonato, o que fez o Inter melhorar levemente. Nonato encontrou mais espaços pela faixa central e também apareceu para finalizar, mas acabou parando em defesa de Jean. Nos acréscimos, Rodinei cruzou, a zaga falhou e a bola sobrou limpa para  Patrick, que errou o chute. Yuri Alberto ainda tentou a sobra, mas acabou travado na hora da finalização.

Diante da má atuação colorada na primeira etapa, Eduardo Coudet fez logo duas alterações no intervalo. Os titulares Thiago Galhardo e Edenilson entraram nos lugares de Leandro Fernández e Johnny. As trocas não demoraram muito para dar resultado.

O Inter começou o segundo tempo com maior volume na chegada ao ataque e logo abriu o placar. Aos 9 minutos, Nonato chutou da entrada da área, Jean deu rebote e a bola sobrou para Thiago Galhardo. O artilheiro do Brasileirão driblou o goleiro goiano e finalizou para fazer seu primeiro gol na Copa do Brasil: 1 a 0.

Logo após o gol colorado, o técnico interino do Atlético-GO, Eduardo Souza, mexeu no seu ataque com Júnior Brandão no lugar de Hyuri. A equipe visitante passou a se arriscar mais. Aos 19, Brandão chutou cruzado e mandou perto da trave direita de Lomba.

A reta final do jogo serviu para preocupar a torcida colorada. Primeiro porque Thiago Galhardo sentiu dores no tornozelo e pediu para ser substituído. Depois, a defesa falhou no posicionamento e Júnior Brandão descontou, dando números finais ao jogo: 2 a 1.

 

Fonte: GZH
voltar
© Copyright 2019