Janot entrega ao Supremo denúncia contra Collor e Eduardo Cunha

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, protocolou denúncias no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quinta-feira (20), contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL). Eles foram citados em depoimentos como receptadores de propina oriunda de dinheiro desviado da Petrobras.

Cunha é acusado de receber propina de US$ 5 milhões para viabilizar a construção de dois navios-sondas da Petrobras. Na denúncia contra ele, Janot pede a condenação do parlamentar pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Também foi denunciada a ex-deputada federal Solange Almeida, acusada de ter participado do esquema.

Além da condenação, o procurador-geral pede ainda a restituição do dinheiro desviado e reparação dos danos causados à Petrobras, no valor de US$ 40 milhões.

Em outra denúncia, também entregue hoje ao STF, Janot pede a condenação do senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello por suposto envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras. Ele é acusado de receber, entre 2010 e 2014, cerca de R$ 26 milhões em propinas por contratos firmados na BR Distribuidora.

A Procuradoria Geral da República, contudo, não pretende pedir afastamento de Cunha e Collor. 

voltar
© Copyright 2019