Juízes que trabalhavam com Teori retomam depoimentos da Odebrecht

Após a autorização da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, os três juízes que auxiliavam o ministro Teori Zavascki retomaram os depoimentos de delatores da Odebrecht. Eles vão ouvir os 77 executivos e ex-executivos da empreiteira que fizeram acordo com a Operação Lava Jato.

Nesta etapa, os juízes assessores questionam se os delatores foram prestar informações de livre e espontânea vontade aos investigadores do Ministério Público. A expectativa é que o trabalho seja finalizado em fevereiro. Depois, estará pronto para homologação – mas ainda não há definição quanto a isso.

Responsável pela análise dos inquéritos da Lava Jato que tramitam no STF envolvendo investigados com foro privilegiado, Zavascki morreu aos 68 anos após a queda do avião em que ele viajava no mar de Paraty (RJ). 

Nesta semana, Cármen Lúcia autorizou a continuidade dos depoimentos de delatores da empreiteira. No entanto, ainda não definiu se tomará a iniciativa de homologar as delações ou se a missão caberá ao futuro relator dos processos.

GAÚCHA

voltar
© Copyright 2019