Libertadores: Contra o Boca, Inter tenta superar a crise

Com a suspensão de Cuesta, Moledo será titular diante dos argentinos /RICARDO DUARTE/INTER/JC
Deivison Ávila
O mês de novembro parece que não tem fim para o torcedor colorado. O Inter acumula uma eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil, para o América-MG, nenhuma vitória no Brasileirão (um empate e duas derrotas), a saída do técnico Eduardo Coudet e o aviso que o ídolo D’Alessandro deixará o clube no final do ano. E para que o time volte a vencer, nada melhor que um grande enfrentamento. Nesta quarta-feira (25), às 21h30min, o Colorado recebe o Boca Juniors, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores da América.
Sem poder contar com o comandante na beira do gramado, já que Abel Braga testou positivo para a Covid-19, o auxiliar Leomir de Souza será o técnico diante dos argentinos. Ele contará com o auxiliar Osmar Loss. Dentro de campo, o Inter tem algumas baixas, mas, por outro lado, terá alguns retornos importantes. Víctor Cuesta e Rodinei estão suspensos. Com isso, rodrigo Moledo volta a ser titular. Na lateral-direita, Heitor assume a vaga.
No meio-campo, Patrick volta após se recuperar do coronavírus e de um problema muscular na coxa direita. Quem também deve ir a campo é o meia D’Alessandro. Dois dias após anunciar que não renovará seu contrato e deixará o clube no final da temporada, o argentino enfrentará o time de Carlitos Tévez, dando início ao processo de despedida do time que defendeu por 12 anos.
No ataque, a dúvida é sobre o aproveitamento de Yuri Alberto. Ele pode fazer dupla com Thiago Galhardo. A provável escalação colorada tem Marcelo Lomba; Heitor, Zé Gabriel, Moledo e Moisés; Dourado, Edenilson, D’Alessandro e Patrick; Thiago Galhardo e Yuri Alberto (Maurício).
No banco de reservas, a novidade será o jovem Emerson Júnior, goleiro do time sub-20. O motivo é que Danilo Fernandes testou positivo para a Covid-19. Já Daniel e Keiller também estão em isolamento.
O Boca desembarcou em Porto Alegre com duas derrotas nos últimos jogos no Campeonato Argentino. Em ambas as partidas, usou time reserva ou misto. Para definir a equipe, o técnico Miguel Ángel Russo aguarda a recuperação de Eduardo Salvio para definir a escalação. O Boca pode ter Andrada; Buffarini, Lisandro López, Izquierdoz e Fabra; Campuzano, Salvio (Sebastián Villa), Capaldo e Cardona; Tévez e Soldano.
JC Comercio
voltar
© Copyright 2019