Libertadores da América: Contra o Boca, Inter tenta epopeia na Bombonera

Negativado para Covid-19, Abel voltou ao trabalho com missão ingrata /RICARDO DUARTE/INTER/JC
Deivison Ávila
O momento é um dos piores da temporada. Aliás, pior que do que não conseguir vencer, o Inter dentro de campo dá poucos sinais de que pode ir em busca de algo a mais nesta conturbada temporada também nos bastidores políticos. Tentando superar a probabilidade de não avançar, o time viajou a Buenos Aires, onde enfrenta o Boca Junior na Bombonera, nesta quarta-feira (9), às 21h30min, pelo confronto de volta das oitavas de final da Libertadores da América.
Como foi derrotado por 1 a 0 em Porto Alegre, precisa, pelo menos, devolver o mesmo placar para levar a decisão da vaga nas quartas de final para os pênaltis. Qualquer placar positivo para os gaúchos com ao menos dois gols marcados – seja 2 a 1, 3 a 2, entre outros – classifica o time de Abel Braga. O Boca joga por qualquer empate ou vitória.
Para tentar superar os argentinos, o Colorado tem o reforço importante de Edenilson. Após testar negativo para o coronavírus, o meia está de volta ao time titular e atuará no meio-campo, setor que precisa ser criativo para alimentar Thiago Galhardo e Yuri Alberto na frente. Assim como o camisa 8, o técnico Abel Braga também retorna ao trabalho. Ele se recuperou da Covid-19 e tem a missão de comandar e motivar um grupo que perdeu o rumo em meio à temporada.
Abelão terá os retornas ainda de Víctor Cuesta e Heitor, que cumpriram suspensão na primeira partida. O zagueiro argentino deve formar dupla com Moledo. Já na lateral-direita, Rodinei briga com Heitor por uma vaga entre os titulares. A outra dúvida está no meio-campo. D’Alessandro ou Lindoso. Embora não façam a mesma função, a escalação de um ou de outro dirá bastante de como o time irá agir desde o apito inicial.
O Colorado pode ir a campo com Marcelo Lomba; Rodinei (Heitor), Moledo, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick e D’Alessandro (Lindoso); Thiago Galhardo e Yuri Alberto.
A favor do Boca, a equipe de Miguel Ángel Russo nunca foi eliminada na Argentina após conquistar uma vitória no jogo de ida em fase de mata-mata. Sem mistérios, a equipe deve ter Andrada; Buffarini, Lisandro López, Izquierdoz e Fabra; Capaldo, Campuzano, Cardona, Salvio e Villa; Tévez.
ONDE ASSISTIR: a partida terá transmissão exclusiva no pay-per-view da Conmebol.
JC
voltar
© Copyright 2019