Limite de gastos da campanha a presidente será de cerca de R$ 90 milhões no 1º turno

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo

O limite para os gastos da campanha a presidente será de aproximadamente R$ 90 milhões no primeiro turno das eleições de 2022. Valor é superior aos R$ 80 milhões praticados no pleito de 2018. Valor será corrigido pela inflação dos últimos quatro anos, segundo aprovou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quinta-feira, 30. Órgão aderiu ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial calculada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em eventual segundo turno, tal limite deve ficar próximo de R$ 45 milhões.

No caso das disputas para deputado federal e estadual, os limites devem ficar em torno de R$ 3,1 milhão e R$ 1,2 milhão, respectivamente. Os números exatos devem ser divulgados pelo TSE até o dia 20 de julho, conforme previsto no calendário eleitoral.

 

CP
voltar
© Copyright 2019