Mais de 200 cidades do RS têm decretos de emergência ou calamidade pública, aponta Famurs

Mais de 200 cidades do Rio Grande do Sul têm decretos de situação de emergência ou de calamidade pública devido à greve dos caminhoneiros, segundo aponta levantamento realizado pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). A entidade acrescentou que outros 106 municípios podem adotar as mesmas medidas caso o abastecimento não seja normalizado em breve.

Entre 380 prefeitos consultados, 73 decretaram calamidade pública e outros 131, emergência, totalizando 204 cidades. Os dados foram respondidos por gestores de 380 das 497 cidades do estado.

"A Famurs é contra o aumento abusivo dos combustíveis, por se tratarem do principal insumo dos municípios. Apoiamos a greve dos caminhoneiros, com base na posição da maioria dos prefeitos, entendendo serem legítimas suas reivindicações que foram atendidas pelo governo federal. Diante disso, solicitamos que os caminhoneiros possibilitem o reabastecimento nos municípios, para não termos uma situação de caos, que já se avizinha", afirma o presidente da entidade, Salmo Dias de Oliveira.

Segundo o presidente, os prefeitos estão preocupados com os efeitos da greve. Oliveira relata que o setor primário está sofrendo as maiores consequências. "O segmento leiteiro está sendo obrigado a descartar toda a sua produção. A criação de aves e suínos está ameaçada, pois os animais estão sofrendo com a fome, havendo casos de canibalismo por falta de ração", explica.

De acordo com o coordenador-geral da Famurs, Luciano Machado, os prefeitos informam que as maiores necessidades são o suprimento de insumos para hospitais e agricultura, ração para os animais e combustível para ambulâncias e serviços básicos.

A prefeitura de Caxias do Sul, na Serra gaúcha, é uma das cidades que decretou situação de emergência. A população está sem gasolina desde sexta-feira (25). O pouco combustível que chegou na noite de segunda-feira (28) está sendo utilizado para abastecer carros oficiais, da segurança pública e da área da saúde. Na tarde desta terça, um caminhão-tanque que estava retido no estacionamento de uma empresa pelos manifestantes foi liberado e levado para um posto. A notícia se espalhou e uma grande fila se formou.Em Pelotas, na Região Sul, por volta das 13h desta terça, os caminhões tanque foram para a cidade escoltados por Exército, Brigada Militar e Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo o Sulpetro, sindicato que representa os postos de combustíveis no Rio Grande do Sul, cerca de 40% dos 115 estabelecimentos de Pelotas foram abastecidos nesta terça.

Em Uruguaiana, na Fronteira Oeste, a população sofre com o desabastecimento e quase 500 caminhões estão parados no Porto Seco. Em Bagé, na Campanha, motoristas amanheceram nas filas para abastecer, mas nenhum posto tinha combustível.

Calamidade pública ou situação de emergência

 

A assessoria jurídica da Famurs informou que o prefeito tem autonomia para optar pelo decreto de estado de calamidade pública ou de situação de emergência. A orientação da federação é que os gestores decretem calamidade pública, pois o cenário representa risco à vida dos habitantes do município e os prejuízos econômicos e sociais são grandes.

Com o decreto de calamidade pública, o prefeito pode deixar de prestar serviços não essenciais, atendendo apenas casos de urgência na saúde. A prefeitura também pode requisitar combustível para abastecer os carros oficiais, ambulâncias e viaturas da polícia.

 

Veja a lista das cidades divulgada pela Famurs:

 

Situação de emergência

 

  • Água Santa
  • Ajuricaba
  • Almirante Tamandaré do Sul
  • Alto Feliz
  • Antônio Prado
  • Araricá
  • Arvorezinha
  • Balneário Pinhal
  • Barão
  • Barros Cassal
  • Boa Vista do Cadeado
  • Boa Vista do Sul
  • Bom Princípio
  • Bom Retiro do Sul
  • Boqueirão do Leão
  • Brochier
  • Butiá
  • Cachoeira do Sul
  • Caiçara
  • Camargo
  • Cambará do Sul
  • Campestre da Serra
  • Campina das Missões
  • Campinas do Sul
  • Candiota
  • Canguçu
  • Capão do Cipó
  • Capivari do Sul
  • Caraá
  • Carlos Barbosa
  • Centenário
  • Cerro Grande
  • Charqueadas
  • Colinas
  • Cotiporã
  • Coxilha
  • Dois Lajeados
  • Dom Pedrito
  • Dom Pedro de Alcântara
  • Doutor Ricardo
  • Eldorado do Sul
  • Encantado
  • Encruzilhada do Sul
  • Entre Rios do Sul
  • Entre-Ijuís
  • Erechim
  • Espumoso
  • Estrela
  • Estrela Velha
  • Fazenda Vilanova
  • Feliz
  • Floriano Peixoto
  • Formigueiro
  • Garibaldi
  • Guabiju
  • Guaíba
  • Herval
  • Ibarama
  • Ibiraiaras
  • Ilópolis
  • Imigrante
  • Itapuca
  • Ivorá
  • Jacuizinho
  • Jaquirana
  • Júlio de Castilhos
  • Lagoa Bonita do Sul
  • Lagoa Vermelha
  • Maratá
  • Mariana Pimentel
  • Minas do Leão
  • Monte Alegre dos Campos
  • Montenegro
  • Morrinhos do Sul
  • Muitos Capões
  • Nonoai
  • Nova Alvorada
  • Nova Araçá
  • Nova Bassano
  • Nova Bréscia
  • Nova Pádua
  • Nova Prata
  • Novo Cabrais
  • Novo Machado
  • Palmares do Sul
  • Pareci Novo
  • Pinhal da Serra
  • Pinhal Grande
  • Pinheirinho do Vale
  • Pinheiro Machado
  • Pinto Bandeira
  • Piratini
  • Ponte Preta
  • Porto Mauá
  • Pouso Novo
  • Progresso
  • Quinze de Novembro
  • Rio dos Índios
  • Salto do Jacuí
  • Salvador do Sul
  • Santa Clara do Sul
  • Santa Tereza
  • Santana da Boa Vista
  • Santo Antônio da Patrulha
  • Santo Cristo
  • São Domingos do Sul
  • São Francisco de Paula
  • São Lourenço do Sul
  • São Marcos
  • São Miguel das Missões
  • São Pedro da Serra
  • São Pedro do Butiá
  • São Sebastião do Caí
  • São Valério do Sul
  • São Vicente do Sul
  • Sapucaia do Sul

voltar
© Copyright 2019