Medeiros toma posse na presidência: “Os desafios são grandes, mas o Inter é maior”

Marcelo Medeiros tomou posse como novo presidente do Inter às 20h46min desta terça-feira. A partir de agora, o filho do ex-presidente colorado Gilberto Medeiros e sobrinho de outro ex-mandatário do Inter, Marcelo Feijó, terá por missão resgatar o clube da segunda divisão. Além de Medeiros e de sua direção, foram empossados também 150 novos conselheiros.

Nos próximos dias, um pacote de reforços poderá ser anunciado, com as contratações do atacante Marcelo Cirino e dos zagueiros Klaus e Neris. A remontagem do time para o primeiro semestre, sob o comando de Antônio Carlos Zago, deverá ocorrer até meados de fevereiro.

Com o Centro de Eventos do Estádio Beira-Rio tomado por dirigentes, novos e antigos conselheiros, além de seus familiares, o ex-presidente Vitorio Piffero foi um dos últimos a chegar.

"Tomara que Marcelo (Medeiros) faça a melhor gestão possível e que reencaminhe o Inter para onde nunca deveria ter saído", disse Piffero, na chegada.

Questionado sobre as críticas à gestão, o ex-presidente ainda afirmou:

"O momento é festivo, oportunamente farei um balanço da gestão. Tivemos uma transição tranquila, deixamos um clube transparente e sem segredos, como deve ser. Não temos dinheiro no cofre, mas temos jogadores que não vendi. Não fizemos adiantamento de recursos, o que é inédito porque sempre se antecipava. O Inter já tem duas auditorias contratadas, se quiserem contratar mais cinco que contratem (sobre a auditoria que será realizada nas contas da sua gestão)."

Piffero voltou a assumir a responsabilidade pelo rebaixamento e relembrou o seu passado vitorioso no clube, ao responder sobre se tem sido hostilizado na rua pelos torcedores. .

"Em um primeiro momento, há torcedores mais exaltados, mas, com cinco minutos de conversa, as coisas se resolvem. Temos um passado no clube. Sou o responsável por esse resultado, assumo isso desde sempre. Temos uma história no clube e isso é respeitado pelos torcedores", declarou.

Vitorio Piffero estava acompanhado pelo seus ex-vices Pedro Affatato e Luiz Henrique Nuñez. Carlos Pellegrini e Fernando Carvalho, os vices de futebol da gestão, não compareceram. Não houve aplausos quando os três foram convidados a compor a mesa do cerimonial. A nova direção, sim. Foi recebida com loas.

Coube a Piffero o discurso inicial de transmissão do cargo. Ao iniciar, ouviram-se apupos. Que foram imediatamente calados, a pedido da maioria dos presentes.

"É fato que em campo estivemos aquém de nossos sonhos e de nossa história. Se nem sempre fomos os primeiros, nunca cultivamos a presença entre os últimos. Presidente Marcelo, deixo em suas mãos uma pendência judicial (caso Victor Ramos, no STJD) em defesa do nosso clube. Não tenho orgulho da nossa campanha em campo. Mas nela não há vergonha. Boa sorte, presidente Marcelo. Deixo a cadeira presidencial para ocupar um posto mais relevante: o de torcedor colorado", discursou Piffero, agora sob aplausos.

Ao receber o cargo de presidente do Inter, Marcelo Medeiros, de 56 anos, vestido com um terno gris e gravata vermelha, prometeu:

"Colorados, hoje inicia um grande desafio para todos nós. Os pilares da nossa campanha foram profissionalismo e diálogo. Todos sabemos que vivemos um dos momentos mais delicados da nossa história. Precisamos unir forças para que façamos um clube cada vez mais forte. O Inter foi feito pela sua torcida, pelo seu povo, e essa é a sua maior riqueza. Somos gigantes porque temos história, somos gigantes porque temos uma torcida maravilhosa, somos gigantes porque temos um estádio de causar inveja, o nosso patrimônio é sem igual. Os desafios são grandes, mas o Inter é maior. Trabalhando juntos, vamos superá-los."

Ao final da cerimônia, as mães do presidente Marcelo Medeiros e de seu vice-presidente João patrício Herrmann, Alzira e Ana Maria, entregaram flores aos filhos. O padre Leandro Chiarello, capelão da igreja Nossa Senhora das Vitórias, no Beira-Rio, abençoou a nova diretoria.

O novo Inter começou na noite dessa terça-feira.

A nominata da nova direção colorada

Marcelo Medeiros, presidente

Conselho de Gestão: João Patrício Herrmann, Alexandre Chaves Barcelos, Humberto Busnello e José de Medeiros Pacheco.

Os demais vice-presidentes

Vice-Presidente de Futebol: Roberto Melo

Vice-Presidente de Administração/Finanças : Alessandro Barcellos

Vice-Presidente de Relacionamento Social: Norberto Jacques Guimarães

Vice-Presidente de Marketing/Mídia: Gildo Sibemberg

Vice-Presidente de Patrimônio: Léo Centeno

Vice-Presidente Jurídico: Gustavo Juchem

Vice-Presidente de Planejamento: Eduardo Lacher

Vice-Presidente de Assuntos Estratégicos: José Aquino Flores de Camargo

Secretário-Geral: Mauri Luiz da Silva

Ouvidora: Najla Diniz

Ouvidor-adjunto: Flavio Ordoque

*ZHESPORTES

ZERO HORA

voltar
© Copyright 2019