Moro absolve Cláudia Cruz dos crimes de lavagem de dinheiro e de evasão fraudulenta de divisas

O juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, absolveu a jornalista Cláudia Cruz, mulher do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), dos crimes de lavagem de dinheiro e de evasão fraudulenta de divisas, em processo no âmbito da Operação Lava-Jato. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Em sua decisão, Moro destaca a "falta de prova suficiente de que (Cláudia Cruz) agiu com dolo" ao manter mais de US$ 1 milhão em conta na Suíça. O valor seria supostamente dinheiro de pagamento de propina a Cunha.

Na denúncia, Cláudia é apontada como única controladora da conta, que estava em nome da offshore Köpek. Ela teria utilizado o valor em pagamentos com cartão de crédito durante sete anos. Os gastos seriam incompatíveis com os salários e patrimônios da jornalista e de seu marido, de acordo com o Ministério Público Federal.

A defesa de Cláudia Cruz afirmou que a decisão de Moro reconheceu que Cláudia não cometeu os crimes. "Com isso, fez-se Justiça", diz um trecho do comunicado. 

ZERO HORA

 
voltar
© Copyright 2019